05 agosto 2008

Me contem por favor

Traição é um dos temas mais complicados e que faz com que muitas pessoas não entendam o porquê da traição no relacionamento. Admito que já fui traída e já dei o troco, e não foram poucas vezes. Se isso me deixou melhor? Não, trair nunca é legal. Sofri tanto quando desconfiei e quando tive a certeza. Não desejo isso nem para minha inimiga (mentira, desejo para ela sim, eu sei que não vou para o céu mesmo).

Não querendo desmerecer as mulheres, mas em matéria de traição, os homens são muito mais criativos, cínicos e volúveis. Traição de homem a gente tira de letra, homem é tudo safado mesmo. Mentira. Qualquer traição é difícil de engolir, pior é aquela que todo mundo fica sabendo. Aí é difícil perdoar e esquecer. Isso aconteceu comigo, todos sabiam, menos eu.

Eu fui daquelas que compreendi a traição, afinal ele foi sincero quando eu descobri. Sim, podem me chamar de louca: eu fiquei com o “Tito Cujo” e sofria demais ao lembrar do fato sórdido. Quanto a dar o troco penso que antes de trair, a primeira regra é: se não é capaz de viver sem remorsos, nem tente.

Imaginamos, muitas vezes, que nossa dor emocional ou nossos sofrimentos surgem sempre da ação de outros. Eu parei muitas vezes para pensar qual era o grau de culpa naquela traição, se eu realmente não provoquei, sendo arbitrária em alguns pontos...

Há pessoas que acreditam que confessar uma traição é ruim, mas digam se o pior não é o cinismo quando você questiona a respeito e vem aquela negação seguida de um: Você deve estar louca?

Felizmente esse relacionamento ficou no passado e meus conceitos sobre relacionamento estão baseados em amor, respeito, confiança, troca e proteção.

Um comentário:

Mila disse...

Nunca trai e naum sei se fui traida... e nem quero saber, afinla ja passou.
gosto de sinceridade... e sou do time que diz... olha... ja naum sinto o mesmo então vou la ver no que da... honestidade e fidelidade comigo mesma acima de tudo!!!!
Beijos Mila