07 abril 2010

Por uma alma mais leve

Confesso que manter a esperança, mesmo quando tudo dá errado, é virtude para poucos. Comentei por aqui que passei por uma fase muito ruim nesses últimos meses, mas parece que minhas orações e de pessoas queridas surtiram efeito.

Houve várias perdas que resultaram em boas transformações. Chorei muito, cheguei a me desesperar em diversas vezes. Senti um medo enorme de tal forma que meu corpo tremeu, existia uma aperto enorme em meu coração e o estômago ficou embrulhado. Quis gritar, mas me contive. Tenho a natureza difícil e explosiva, e minha tentativa por toda a vida é controlá-la. Eu já avancei muito nisso, talvez a idade me ajudou, talvez o espiritismo, não sei. Só tenho certeza que isso me faz bem, ser controlada/equilibrada é muito mais benéfico para mim e para o próximo. Engraçado constatar que nesse período até meu corpo sofreu transformações, emagreci e engordei na mesma proporção, tive problemas com menstruação e outros de ordem ginecológica e estou com o cabelo bem ralo, resultado de uma perda de fios que persiste.

Ainda não posso afirmar que tudo está perfeito. Felizmente as coisas estão voltando aos eixos e é bom demais respeirar aliviada. Os dias ficam menos densos e estou me policiando com minhas atitudes de querer descontar minhas frustações em algo como comida e bebida. Percebi que meu consumo de cerveja (coisa que amo) aumentou consideravelmente nesses meses.

Mas meu foco é outro, acabo de alugar um novo apartamento, voltarei a ter minha casinha e morar no bairro que tanto gosto. Estou às voltas com mudanças, compras, cortinas, eletricistas. Voltei a planejar minha vida, o que me deixa muito contente. Vejo meu marido, companheiro e amigo, sorrindo, e isso me alivia muito. Há dias atras, num dos textos que nos faz refletir da Verônica Cobas (amada amiga) questionava qual era a palavra que te encanta. Dentre algumas, escolhi "perseverança" como minha predileta. E sei que essa palavra é perfeita para essa fase. O significado dela eu aprendi muito nova e os encarregados foram as pessoas da catequese. Há adolescentes que dizem que essa fase é um desperdício, mas para mim foi primordial para minha formação.

Acho que amadureci uns dez anos nesses meses que foram intensos por demais, mas a vida é a imprevisibilidade pura e temer isso é covardia demais.

12 comentários:

Leticia disse...

Ainda me lembro do post que você escreveu. Fico feliz que as coisas estejam tomando o seu rumo. Acho que nada que qualquer pessoa fale vá chegar perto do que você sentiu. Ano passado foi um ano tão difícil, eu mesma passei por dificuldades (e estou impressionada pela descrição dos problemas de saúde que você teve! Tive também desordem nos meus ciclos, que ficaram eternos... e estou fazendo um tratamento para calvice, tão grande foram as perdas de cabelo), e agora me vejo as voltas com o meu casamento. Esta energia q se transforma, renova e faz girar às vezes me surpreende demais!
Não tenho natureza explosiva e sim ansiosa... e no espiritismo tenho buscado este crescimento.
Parabéns pela nova fase, pelo apartamento! Que a alma fique cada vez mais leve!
Beijos
lelê

Fla disse...

Que Deus abençoe seu novo lar e que as coisas fiquem sempre mais brandas!
Conte com o pensamento positivos dos amigos sempre!
Beijos

:: Nanda :: disse...

A impressão que tenho é que os últimos meses foram dificeis para todos!
Eu tb passei por maus momentos e agora tudo esta voltando ao "normal".
Espero que assim continue e que tenhamos muita sorte com os novos planos.
beijos

Alethéa disse...

Ai, Rosi, que bom que tudo está entrando nos eixos... tenho certeza que quando uma porta se fecha, pelo menos uma janela sempre se abre à nossa frente. Creio firmemente nisso e vou levando, mesmo com as dificuldades.

Fica bem, grande abraço!

Nana disse...

eeee mais uma para o time problema hormonal, o meu caso foi mestruação demais e o seu amiga?
Cabelo? que cabelo kkk o meu está tão ralo e pouco, que nem olho direito no espelho.
Mas existem momentos e momentos amiga, a questão é respirar fundo e meditar. No final as coisas mudam o rumo, já que o mundo gira.
Que bom que está se reencontrando.
Bjss querida, fica com deus.

Fabiana disse...

Rosi, que bom que está tudo voltando aos eixos. As vezes é necessário passarmos pro certas fases da vida, para que cresçamos espiritualmente. Já passei também por poucas e boas, que me deixaram sem chão, mas aos poucos entendi que é bom olhar p trás e ver que realmente aquilo tinha que acontecer, faz parte da vida!
Agora, só te desejo muitas felicidades e que vc sorria de verdade!
Bjs!

Elaine disse...

Ahh que bom que tudo está se resolvendo! Às vezes, quando estamos na pior fase, temos a impressào de que nunca haverá melhora, não conseguimos enxergar uma possível saída. Mas nestas horas também percebemos que temos força, que temos amigos, que temos muitas possiblidades a frente.
Casa nova, então! Que legal, arrumar tudo direitinho, escolher os lugar de cada móvel...

Bjs, Elaine

Beta disse...

Perseverança é realmente uma palavra linda!!!

Lidiane Vasconcelos disse...

Que legal ler esse post, Rosi!
Me lembro bem do dia em que você publicou aquele post em que falava dos seus medos e sua situação incômoda, a de ter que morar com outras pessoas e não somente com seu marido, no seu canto. Que bom que as coisas estão entrando nos eixos agora. Que Deus abençoe vocês, e que isso seja só o início de uma fase com muitas coisas boas. Eu torço por você, viu?! :)

Fabi Carvalhos disse...

Boas novas! Que bom, Rosi! Tb torço muito por vc, e acredito que tudo que vivemos vem para nos fortalecer e ajudar a seguir em frente mais maduros e experientes. Crescimento emocional e espiritual. Beijão, Fabi.

Ana Carla Benet disse...

Oiii, vim agradecer a visita e desejar boa sorte na promoção lá no blog.

Beijos
Apareça sempre

Lucia Laureano disse...

Oi Rosi querida,
Vim agrader seu comentário lá no Criative-se e li seu post, fiquei preocupada com você...
Espero que as coisa continuem melhorando, até que tudo se acerte de vez.
tenha certeza se controlar é sempre a melhor coisa!
beijos,