01 junho 2011

Antes de ser mãe

Antes de ser mãe, eu fazia e comia refeições quentes. Eu usava roupas sem manchas. Eu tinha conversas calmas ao telefone.

Antes de ser mãe, eu dormia até tão tarde quanto conseguisse e nunca me preocupava com as horas que ia para a cama. Eu tomava banho sem pressa.

Antes de ser mãe, a minha casa estava limpa todos os dias. Eu nunca tropeçava em brinquedos, ou pensava em canções de adormecer.

Antes de ser mãe, eu não me preocupava se minhas plantas eram venenosas. Eu nem sabia que existiam protetores de tomada.

Antes de ser mãe, nunca ninguém me tinha vomitado ou cuspido. Eu nunca tinha sido mordida nem beliscada por dedos minúsculos e nunca ninguém me tinha molhado.

Antes de ser mãe, eu tinha controle da minha mente, dos meus pensamentos, do meu corpo e do meu tempo. Eu dormia a noite toda!!

Antes de ser mãe, eu nunca tinha segurado uma criança chorando para que pudessem fazer exames ou dar vacinas.

Eu nunca tinha experimentado a maravilhosa sensação de amamentar e saciar um bebê faminto. Eu nunca tinha olhado para olhos marejados e chorado.

Eu nunca tinha ficado tão gloriosamente feliz por causa de um simples sorriso. Eu nunca tinha ficado sentada até tarde da noite só para admirar um bebê dormindo.

Eu nunca tinha segurado num bebê dormindo só porque eu não queria deixá-lo. Eu nunca tinha sentido o meu coração quebrar-se num milhão de pedaços porque eu não pude parar uma dor.

Eu nunca imaginaria que algo tão pequeno pudesse afetar tanto a minha vida. Eu nunca soube que amaria ser mãe.

Antes de ser mãe, eu não conhecia a sensação de ter o meu coração fora do corpo. Eu não conhecia a força do amor entre uma mãe e um filho.!!!!

15 comentários:

Edna Fernandes disse...

Nossas vidas nunca foram tão completas e com tanto amor!!!
bjs

Edna Fernandes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bruna disse...

eu publiquei esse mesmo texto semana passada... é lindo né... só que eu fiz umas alterações pessoais.
Beijos

Naina disse...

eu adoro essa crônica, esse texto. e ultimamente fico só pensando que tudo é verdade, bate desespero, mas aquele desespero gostoso engraçado.
por que nós mães somos assim em?kkkkk

Bel disse...

Que lindo!... Me emocionei!

Ana Claudia de Moura Becker disse...

Aeeee Rosi, consegui aparecer aqui... Parabens pelo niver do blog!
Eu tb estou espantada com o numero de coisas que consegui fazer com a maior facilidade dp q Erik nasceu...como amadureci. É bom demais ser mãe, né!!
vê se aparece la no meu canto tb...saudades de vc.
E o encontro, vai ficar para a proxima. Em vez de fazer a revisao do meu carro em março, acabei vendendo ele. Em breve estarei de 4 rodas novamente e nao desisti de conhecer vc e as outras mamaes nao.
bjao

Karina disse...

Perfeito!!!

Alethéa disse...

Nada mais certo...

Maura disse...

Lindo post, Rosi!!!
Recebi o prêmio da promo e não podia ter ficado mais lindo!!!! Obrigada!
Ah! voltei a blogar e postei umas fotinhos da Sophia!
Bjo,
Maura

Than disse...

Perfeito isso!!! :)

Beijos

Juliana disse...

Lindo, lindo, lindo...

Parabéns...

Ananda Etges disse...

Tudo verdade! Em tempo: parabéns pelo aniversário do blog!

Beijos, Ananda.

http://projetodemae.wordpress.com/

ELISANGELA DI FABIO BARRETO disse...

Olá Rosi, é isso mesmo concordo plenamente com vc, a vida muda, os hábitos e costumes, o exagero de estar sempre tudo em ordem e pensar que podemos manter a nossa rotina antiga é muito difícil pois agora temos uma pessoinha ao nosso lado que necessita de todo o nosso amor, dedicação e atenção.
parabéns pelo blog,
bejinhos Elis

ELISANGELA DI FABIO BARRETO disse...

Concordo com vc Rosi, a vida muda completamente após o nascimento de um filho, pode ser o primeiro, o segundo ou até o terceiro como no meu caso, mas nossos hábitos, costumes e manias de estar tudo em ordem fica de lado para que a nossa dedicação, atenção e amor a nosso pessoinha querida que chegou seja plena.
parabéns pelo blog, bjinhos Elis

ELISANGELA DI FABIO BARRETO disse...

Concordo com vc Rosi, a vida muda completamente após o nascimento de um filho, pode ser o primeiro, o segundo ou até o terceiro como no meu caso, mas nossos hábitos, costumes e manias de estar tudo em ordem fica de lado para que a nossa dedicação, atenção e amor a nosso pessoinha querida que chegou seja plena.
parabéns pelo blog, bjinhos Elis