06 junho 2007

Figurinha carimbada

Tenho um amigo que é uma figura. Podem acreditar que tudo já aconteceu na vida desse cara. Ele tem uma família estranha, a vida dele é estranha e o jeito dele também.

Apesar de estar em outra cidade agora, eu lembro quando sentávamos para conversar sobre a vida, como fazíamos nos quatro anos de faculdade e como fazemos nos outros pós-formados. As histórias são absolutamente as mesmas e a gente não se cansa de relembrar e se matar de rir com as velhas piadas. Sempre ele. O amigo que mais me conhece e mesmo assim continua gostando de mim. O cara que continua meu amigo ainda que eu não tenha ido no último encontro da galera onde ele apresentou uma pessoa especial. Continua meu amigo mesmo depois de tomar muita cerveja e fazer ele pagar a contar (para não peder o costume). Aquele que tomou um balde de água fria (literalmente) no meu aniversário, que acha que é tudo e beija bem...

Saudades...

2 comentários:

ri_tavares disse...

Ai que saudades dos nossos papos estranhos
Dos nossos desejos insanos
Das nossas expectativas vãs
Das nossas risadas escandalosas
Dos nossos sonhos em comum
Do desabafo de nós
Dos pastéis de atum com muzzarella
Dos chopps gelados
Das conquistas do nosso trabalho
De todas as estãções que passávamos juntos
Das nossas comemorações

Qua saudades que eu tenho de ti: Figurassa!!!!

Te amo sempre....
Richard

Rosi disse...

Ai, ai, ai
Gente, eu tô subindo, já tô quase flutuando.
Ter amigo TUDO DE BOM dá nisso.
Amu vc tb, lindão.
Venha ler minhas balelas mais vezes.