14 junho 2007

A vida muda quando nossos pensamentos mudam

Abandono as coisas antes que elas se tornem chatas. Essa é a desculpa que uso sempre que as mudanças batem à minha porta. A verdade é que eu morro de medo de mudanças. Tenho medo, tenho receio, acho que vou me arrepender, tudo difícil e paradoxo. Gosto de viajar, de conhecer gente nova, mas saber que minha casa, minha família e meus amigos me esperam, é confortante.

Por essa atitude um tanto quanto covarde, algumas coisas já deixaram de acontecer ou tomaram um rumo diferente porque agi a minha maneira, no meu tempo, e sofri bastante por isso. Porque me crucifiquei muito, porque achei que não deveria ter feito assim, porque fui omissa com minha vida.

Escuto que o pensamento positivo atrai aquilo que você pensa. Se você acrescenta o poder da palavra com sentimento, dá o pontapé inicial nesse processo e que pensar é uma função que a natureza nos atribuiu. A mente nos torna humanos, é o maior poder que temos. O estado dos nossos pensamentos determina nossa vida e a vida muda quando os pensamentos mudam.

Eu tenho tentando seguir isso, me arriscar mais. Deparo hoje com uma possibilidade de mudança, de parar de reclamar do meu cotidiano que é absorvido pela minha família numerosa e seus problemas, uma possibilidade de crescimento. Sei que com ela vem um monte de novos problemas, mas o que seria da vida sem eles?

É bom lembrar que tudo tem seu tempo. Tudo tem a sua ocasião própria e há tempo para todo propósito debaixo do céu. Talvez esse seja meu tempo, talvez nem seja tão arriscado assim, talvez eu contabilize apenas benefícios no final, talvez eu já esteja pronta.

Volto a falar sobre isso quando o friozinho da barriga passar e eu já tiver com uma posição.

2 comentários:

Valentim disse...

Realmente, se você muda a maneira de enxergar o teu mundo, logicamente a tua vida mudará. E para terminar, essa é minha primeira vez que venho aqui e achei muito bom o teu blog e vc está de parabéns pelo conteúdo e pela coragem de publicar pelo mundo, o seu Mundinho Particular. Se quiser visitar o meu blog e comentar um pouco dele, fique a vontade. Beijos.

Rosi disse...

Sim, irei visitá-lo com certeza. Eu realmente não sou tão corajosa assim, mas esse blog é um belo treino, não acha?
Apareça mais vezes.