14 junho 2007

Recordar, reviver, essas coisas...

Eu nunca tinha ouvido falar (é verdade, preciso rever meus conceitos) sobre o jogo RPG. Mas, relembrando aquele desenho chamado Caverna do Dragão fiquei curiosa sobre o final. Essa dúvida já tinha sondado minha mente há um tempo atrás, mas resolvi me preocupar com assuntos mais importantes. Enfim, hoje investiguei a tal história.

Para entender melhor, o enredo é basicamente esse: durante um passeio no novo parque de diversões da cidade um grupo de crianças resolve entrar em um novo brinquedo, uma espécie de trem fantasma. O problema é que o brinquedo é na verdade uma passagem interdimensional que leva os garotos a um mundo onde existem guerreiros, dragões, magos, etc. Chegando lá eles são recepcionados pelo Mestre dos Magos que os ajuda, entregando armas mágicas para que eles se defendessem dos muitos perigos do local, como o Vingador e Tiamat. A série gira em torno da busca do "caminho para casa" pelos heróis. Ai existem dois problemas: eles teriam que deixar Uni, a unicórnio de Bobby, e todas as armas mágicas para trás. Não poderiam levá-los para a Terra.

Na net você encontra dois capítulos:
01 - Na última aventura, o dragão de 7 cabeças Timat conta a verdade e depois eles a comprovam. O dragão conta que nunca mais eles voltarão para a Terra. Nunca porque quando eles estavam descendo naquele carrinho da montanha russa, eles não entraram em outra dimensão. O carrinho caiu... e eles morreram. Eles não vão voltar porque eles estão mortos. E lá é o inferno! Como nenhum deles era bonzinho na vida real, eles foram parar no inferno, depois que morreram na queda do carrinho e o demônio resolveu brincar com eles. Cruel e sádico, o demônio às vezes aparecia de Vingador e às vezes de Mestre dos Magos! Os dois na verdade eram a mesma pessoa: o Demônio, sádico, jogando e brincando com os novos moradores de seu império! O Dragão na verdade é um anjo que vai até o inferno com a missão de tentar fazer com que eles descubram a verdade e que, depois de tantas tentativas, acaba por revelá-la. O demônio tinha um capeta que o auxiliava neste trabalho. Alguém que sempre os impedia de voltar (ou seja de descobrir que não havia como voltar): a pequena unicórnio Uniii. Ela na verdade, era um enviado do demônio que os acompanhava todo tempo para atrapalhá-los e brincar com seus sentimentos.

02 - Essa versão é bastante intensa, então aí vai o caminho: http://www.rio.matrix.com.br/wagnerrj/caverna-do-dragao-resumo.htm

A verdade é que os autores da série publicaram a segunda versão com a oficial, embora o desenho não tenha ido ao ar. A primeira versão é sinistra e interessante, só que não combina com toda a série, principalmente por se tratar de um desenho desenvolvido na década de 80. Assim como diz um dos roteiristas "foi um desenho altamente sombrio para a sua época".

Em tempo: existe um blog que recorda muitas coisas da minha infância: http://www.recordacoes.anjosoft.com.br/
P.S: sessão nostalgia pura. Eu não perdia um capítulo.

4 comentários:

Ana Luíza Catabriga disse...

OI querida
obrigada
pela visita.=)
SEja bem vinda sempre!
BJo grande!
Gostei daki...;)
Até...

Rosi disse...

Olá ANA
Bom te ver por aqui.
Volte sempre, a casa agradece.
Bjs, bjs

Ana Paula disse...

ôh Rosiii... não fique triste por eu ter desvendado o tão sonhado fim da grande mini-série animada...rsss... Senti que vc ficou titi...

Rosi disse...

Ana, querida
Fiquei triste, mas matei a curiosidade. Era algo como a pergunta que não quer calar ou mistérios televisivos...Háháhá.
Liga não, eu tava sem nada prá fazer.
Um beijo e boa semana.