31 agosto 2009

Seu pedido, por favor!

Sou fã do Mc Donald's desde o saudoso lanche paulista. Era aquele trio famoso de sanduíche, batata frita e refrigerante que, aos meus 10 anos de idade, me dava água na boca. Porém, como todo adolescente às voltas do primeiro emprego, vi naquela lanchonete famosa a oportunidade de iniciar minha carreira profissional.

Fui admitida em 1994 e trabalhei lá por dois anos. Todo dia era uma descoberta, e como todos eram jovens, a diversão era garantida. Ríamos muito das tarefas que nos eram obrigadas. Recolher lixo, passar o esfregão no chão e limpar pés de cadeira fazia parte da nossa árdua rotina.

Minha primeira área foi a torre de bebidas, muito se pergunta por que adicionam-se pedras de gelo num refrigerante que já está gelado, mas num clima tropical como o nosso, o objetivo principal é manter a temperatura correta do líquido. E tive que decorar a quantidade de pedrinhas de gelo para cada copo: três no pequeno, cinco no médio e oito no grande. Depois de alguns dias dominando tal tarefa, passei por uma avaliação, a chamada Check List feita por um treinador, enfim fiz tudo certinho, sabia do procedimento, tinha produto estocado, não deixei faltar refrigerantes para o balcão, panos de limpeza estavam no lugar correto e meu uniforme estava limpo (esse também é um item de avaliação).

E assim foi em todas as áreas que passei, todas com procedimentos padrão, todas com avaliação final e se caso não passasse, ficaria mais um tempo naquela área até aprender corretamente. É claro que os efeitos foram surgindo, meu uniforme cheirava à gordura, minha pele ficava oleosa e comecei a colecionar marcas de queimaduras nos braços, frutos das chapas de hamburgueres, cestos de batatas e tortinhas.

Trabalhava seis horas por dia, participava da abertura da loja, um esquema de limpeza preparatório e diário bem rígido, as peças e acessórios que foram limpos e higienizados na noite anteior, deviam ser montados e colocados em seu devido lugar no dia seguinte. A título de informação, esse processo é feito nas máquinas de sorvetes e milk shakes todos os dias. Eu realmente gostava daquilo e me esforçava, assim consegui ser promovida para treinadora. Minha responsabilidade estava em treinar os demais atendentes no atendimento ao balcão e no walk tru, um sistema com um lugar para registrar o pedido do cliente, outro para efetuar o pagamento e o por último entregar os alimentos, tudo cronometrado e personalizado.

Aquilo é realmente uma escola, um sistema de trabalho e atendimento ao público que merece reconhecimento pela perfeição e padronização de seus serviços. Desta fase, mesmo trabalhando num ritmo frenético e às vezes mecânico, adquiri muita agilidade, praticidade e senso de responsabilidade, e carrego estas características por toda minha vida profissional. Também não posso esquecer que tenho uma bela gastrite, afinal devorei hambúrgueres e batatas em todos os dias de labuta.

17 comentários:

Priscila disse...

Que legal, Rosi!
Eu acho fantástica a forma como eles trabalham. manter o mesmo padrão de atendimento e qualidade em todo o mundo não é pra qualquer um. Deve ser muito legal entender essa dinâmica. Comendo tantos lanches deu pra enjoar?

Aline disse...

Achei que sua experiência tinha sido ruim.. porque todo mundo fala mal do trabalho de lá! Mas que bom que foi um aprendizado legal. Gostei de ter conhecido esse outro lado do mc.
Beijos

Fabiana disse...

Eita Rosi, interessante o que podemos aprender trabalhando em diversas áreas né?
Eu não conheço ninguém que trabalhou por lá, mas vejo como os funcionários correm para que tudo seja feito certinho e sem falhas.

Fiquei com saudades de vc no fim de semana, só espiando se tinha coisa nova, rsrs.

Bjsss

Alethéa Casal disse...

Muito bom saber que, ao contrário do que muita gente fala, sua experiência por lá foi proveitosa para a sua vida. Agora, conta aí: você já teve seu rostinho naqueles quadrinhos de funcionário do mês?

Abraços, boa semana!

Elaine disse...

Rosi,

Também gosto do Mac, e podem dizer que os lanches tem gosto de isopor, que a carne é feita de minhoca, fazer documentários como o "Supersize me" etc que não estou nem aí, continuo pedindo o número 1, rsrsrsrs
Concordo que hoje em dia, outras lanchonetes tem oferecido lanches até mais saborosos, e tem as lanchonetes tradiconais que eu tb gosto muito, tipo Stop Dog, mas o MacDonald´s tem uma certa magia de infância mesmo.
Não vou sempre, aliás vou muito pouco hoje em dia, prefiro comida mesmo à lanches e tb prefiro que as crianças comam comida mais saudável, mas de vez quando levar as crianças lá é um opção legal sim, mas eles querem é sorvete!
Achei super interessante o negócio do gelo no copo, a gente aqui sempre pede pra tirar o gelo, acho gelo demais, rsrsrs
E quem não decorou aquela musiquinha do sanduiche pra cantar em menos de não sei quantos segundos e ganhar o lanche de graça? Mas acho que ninguém conseguia ser mais rápido que o pessoal da chapa...

Bjs, Elaine

Nana disse...

Você não comentou dos kg a mais rs
É amiga, não cheguei a trabalhar no MC, mas eu sei que é loucura, são para poucos.
Bjs

Fla disse...

Menina sabe que eu tenho um amigo que conta umas histórias feias do MC em termos de maus tratos aos funcionários... mas eu sempre achei que fosse exagero porque sempre tive uma imagem do Mc justamente como essa que você me passou agora.

Eu adoro lanche. Sei que faz mal, engorda, só tem porcaria, mas eu adoro. Fazer o que? Rs...

Beijos,
Fla

Leticia disse...

Menina!
Sabe que sempre tive curiosidade de saber como é trabalhar no MC... porque olhando de fora é uma loucura só. Já comentei com várias pessoas como deve ser estressante trabalhar lá, principalmente nos horários de pico! Aquela gritaria e correria na frente dos caixas...
Mas você deu uma visão super legal e diferente de lá. Sobre o crescimento, a disciplina, a organização e como tudo isso acrescentou profissionalmente para você.
Parabéns!
beijo!

PS> não sou mto fã de lanches de lá... mas de vez em quando eu passo... rs.

Luciana disse...

Muito legal o relato de tua experiência, quando fazemos as coisas com amor, disciplina e um objetivo claro de fazer o melhor que pudermos, sempre se tira lições muito proveitosas.
Uma ótima semana.
Bjos, Lú.

by Faby disse...

Rosi, que barato! A experiência por qual muita gente deveria passar por OBRIGAÇÃO (rs)!
Putz, adoro o Mac, acho uma tentação. Depois fico só pensando nas 850 kcal do big taste que adoro devorar (rs)!
Beijo e ótima semana!
Faby

Cláudia Ramalho disse...

Rosi, vc é danada! Já foi de tudo um pouco né? E o melhor é fazer do jeito que vc disse: colher aprendizado de todas as atividades, mesmo aquelas que aparentemente não teriam tanto o que nos ensinar. Adorei conhecer um pouco mais de vc.
Bjs

Dan disse...

Oi Rosi,

Tem um selo para você no meu blog.


Abraços

Uma Mulher de Fases disse...

Oi Rosi, eu adoro o Mc, meu sonho lá pelos meus 13 anos (1996) era trabalhar lá com 16, mas só pra comer hamburgueres, bobinha eu né?
Eu quando chego no Mc na hora de pico, tento não me estressar com os funcionários, fico puta com quem fica gritando e como eu sou a fresca que pede um lanche "completo" sem molho, sem queijo e sem cebola, rs, sempre sobro ao lado da fila e quando chego na mesa, todo mundo já estpa no sorvete!
É bom aprender trabalhando, comigo também foi assim!
Beijos!!
P.S. Não esqueci do seu e-mail.
Beijos, de novo.

Luci disse...

Muito legal sua experiência!!!!
Mas me pergunto se atualmente eles ainda têm todo esse cuidado. Aliás não só eles ,né? Tudo tem mudado tanto.
O melhor foi tudo que você aprendeu e pode continuar levando por sua vida em outras experiências.

bjuss

Jane Murback disse...

Que demais!
Vc confirmou o que eu sempre suspeitei: que trabalhar é algo que se APRENDE não importando onde.
Eu qdo entrei na engenharia trabalhava em uma advocacia pra me sustentar e foi lá que aprendi a TRABALHAR, mesmo sendo fora da minha área de estudo e mesmo tendo certeza que não faria direito!
Adorei.

Bjo

Beta Bernardo disse...

Rosi, que maneiro!!!!
Sempre percebi esse esquema rígido do Mc. Hoje acho que as coisas estão caindo um pouco de qualidade, mas ainda sou fã da comidinha gorda deles! Na infância era como um prêmio ir lá, hj as crianças vão por qq motivo.
Legal saber da sua experiência lá e da forma que isso te preparou pro futuro.
Adorei o post e as curiosidades!
Bjks
PS: A carne é mesmo de minhoca? Se for, adoro minhoca! srsrsrs
PS2: Obrigada pelos elogios velados pra não chover no molhado! ;)

Helinha disse...

Nossa, adorei!!

É bom saber o funcionamento de uma empresa que faz parte da vida de todos nós!!

Eu imaginava isso mesmo!! Limpeza, qualidade, padrão de atendimento...

Minha filha fez um trabalho sobre multinacionais e eu escolhi o Mac, achei tudo muito legal, mas fiquei pensando: será que é isso mesmo?? Ou será que os funcionários, se forem falar, vão reclamar de pressão, e tal...??

Por isso achei muito bacana vc falar tão positivamente e acho muito bom isso, a pessoa saber tirar proveito e ver o lado bom!! Afinal, aprendizado é algo que ninguém te tira!!

^^

Beijos!!