30 setembro 2009

SENAC - Programa Educação para o Trabalho

Já contei por aqui meu envolvimento com projetos sociais e numa dessas caminhadas, conheci o Programa Educação para o Trabalho do Senac - SP. O curso visa contribuir para a inclusão de jovens socialmente desfavorecidos, por meio do desenvolvimento de competências que ampliem as possibilidades de inserção no mundo do trabalho, geração de renda e participação na sociedade.

Em uma das empresas que trabalhei, alguns profissionais foram recrutados desse programa, a empresa acreditava no formato e responsabilidade com o jovem que está se preparando para o mercado de trabalho. Meu envolvimento com o programa foi tanto que recebi até um convite para ministrar um módulo de comunicação/marketing, mas tive que recusar por não ter tempo disponível.

Mesmo distante dessa área, sempre estive atentas na abertura das novas turmas, afinal tenho um monte de sobrinhos que se adequam ao público alvo e tem muito interesse em participar. Assim foi com o Paulo Roberto, meu sobrinho de 16 anos, o incentivei muito para se inscrever. Paulo foi aceito por realmente precisar de uma orientação profissinal e acima de tudo, de um envolvimento com pessoas diferentes da família, assim a insegurança que ele sente pode ser canalizada em outro foco, um novo projeto.

Durante 08 meses ele esteve envolvido com as atividades, foram palestras, debates, visitas culturais, vivências e enfim, o estágio em uma empresa parceira. Para alegria da família, ele se identificou rapidamente, afinal seus companheiros de sala de aula possuíam a mesma idade, a mesma situação socieconômica, as mesmas dúvidas e anseios. Percebe-se uma mudança significativca em seu comportamento, ele está mais solto, conversa com mais naturalidade e se interessa por outros assuntos. Também se mostrou mais firme em suas preferências, mostrando um amadurecimento de personalidade.

Numa das reuniões mensais de pais, compareci e pude perceber o quanto meu sobrinho, que até ontem era criança, cresceu. Ele participou de uma peça teatral, na qual representava um canditado à uma vaga de emprego e se saiu muito bem, mesmo tímido conseguiu passar a mensagem direitinho para meu orgulho na plateia. Ele e seus amigos também tiveram acesso à tecnologias digitais, uma das premissas que o programa usa como possibilidade de inserção profissional e social.

No último sábado foi a formatura. Infelizmente tive um compromisso profissional e não pude ir, mas o Ronaldo esteve lá para registrar aquele momento único para o meu sobrinho. Ele ficou feliz pela sua família estar ali o apoiando, e nós familiares estamos orgulhosos dessa primeira conquista dele. Parabéns, meu querido.

-----------------------------------------
Quem tiver interesse no programa pode obter mais informações no site do SENAC. O candidato de ve ter entre 15 e 21 anos, cursar, no mínimo o 8º ano do ensino fundamental, ter renda familiar per capita de 1,5 salário mínimo e meio e se interessar pelas questões relacionadas ao trabalho.

5 comentários:

Elaine disse...

Rosi, adorei a dica. Tenho um sobrinho da mesma idade e mesma situação, já passei a dica pra ele e falei com a mãe dele tb.
Apesar de que vou precisar falar pessoalmente pq o pessoal lá é meio parado, sabe...eu que sou ligeirinha, comecei a trabalhar cedo, fiquei independente financeiramente mais cedo tb e adooorei e não me conformo com acomodação. Afff, pausa para limpar o veneninho escorrendo, rsrsrs
O Senac tem um ótimo conceito no mercado de trabalho e mesmo que não saia de lá trabalhndo, pelo menos consegue-se incrementar o currículo ou iniciar um de forma legal.
No começco do ano procurei o curso de corte e costura do Senac, mas como estou apertada de grana tive que postergar. Estou me virando com os tutorias que acho na net, mas ainda não desisti do curso, não...
Bjs, Elaine

Cláudia Ramalho disse...

Gatinha, vc sempre antenada com as novidades do mundo empreendedor.

Fiz um post com as dúvidas de vocês sobre o fotolivro. Aos poucos eu vou falando mais coisas. Se tiver mais dúvidas, manda ver que a gente tenta resolver. BJks

Fla disse...

Que dica legal Rosi.
Sabe, eu acho que quem quer vencer na vida e tem vontade, não pode deixar esse tipo de oportunidade passar não é mesmo?
Toda sorte do mundo para seu sobrinho.
Beijos
Fla

Alethéa Casal disse...

Estas coisas são muito bacanas. Meu marido trabalha no Senai, que também tem este ideal de formar profissionais. Vejo os meninos que entram lá, ainda jovens, sairem responsáveis e conscientes.

Beijos!

Cláudia Ramalho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.