04 março 2010

Um resultado negativo gera uma raiva tremenda

Contei por aqui que prestei recentemente um concurso para a cidade onde minha sogra mora. Era para educação, uma área que sempre quis trabalhar efetivamente. Por muitas vezes me arrependi de não ter feito Letras ou Pedagogia, sempre tive aptidão, mas me envolvi com a comunicação, me apaixonei e fui.

Bem, como não tenho o diploma de licenciatura, tive que prestar para secretária de escola e é claro que a concorrência era excessivamente maior do que os demais cargos disponíveis. Senti uma certa dificuldade com as questões sobre a cidade, estudei o que era relacionado apenas à história da cidade, mas coisas que aconteceram há cinco anos atrás, por exemplo, optei pelo chute. Acertei 33 de 50 questões. Até que não fui tão mal, perto de algumas amigas que moram lá e acertaram bem menos, mas teria que ter um número maior de acertos para ter chance de aprovação.

Pois é, a tia do maridão que é professora de artes concursada pela cidade vizinha, fez até cursinho para prestar o concurso. Ela acertou 30 questões, ou seja, menos que eu. Foi chamada e eu não, acreditam? Raiva, muita raiva. Mas Deus não dá asas à cobra e eu sou uma delas.

5 comentários:

:: Nanda :: disse...

Tudo acontece no seu tempo flor. Não desista.

beijos

Shilola disse...

Ódio 3X ódio... Como que pode isso? A moça teve menor pontuação e entrou?!?!?
Olha, ser funcionário publico tem seus benefícios e tudo... Mas sinceramente Rosi, esse tipo de coisa, logo no concurso, já me deixa P***. IMagina quando vc estiver lá dentro, o que não verá?!?!
Sei não se eu teria pique pra isso.
Enfim gata... Se vc quer mesmo, continue tentando. Já já é sua vez de arrasar! Vc vai ver!
;)
Bjocas,
carol

Katia Bonfadini disse...

Ué, que coisa, Rosi!!! Você não pode pedir uma revisão da prova ou algo assim? De qualquer maneira, concordo que talvez não fosse o melhor pra você e que algo melhor e mais interessante está por vir!!!! Boa sorte!

Fla disse...

Ué, e porque isso será?
Que saco né?!
=/
Bjs

Priscila disse...

Poxa, que chato, Rosi...
Mas não desanima. Uma boa oportunidade vai aparecer. Tenho certeza.
Bjs.