23 junho 2010

Um dia triste

Perder um amigo é muito ruim. Mas perder um amigo de uma maneira brutal é horrível.
E hoje tive que dar adeus a uma pessoa muito querida, que infelizmente cruzou com um assaltante numa rua comercial do bairro, movimentadíssima por sinal, e foi baleado duas vezes no abdômen resultando em sua morte. Tudo isso na frente de sua esposa e de um idoso que seria assaltado.

Henrique é um amigo de longa data, a gente se conheceu porque ele se tornou namorado de uma amiga de infância e sempre foi alegre, companheiro, uma excelente pessoa. Depois tornou-se companheiro de religião, era o ogã da casa espírita que frequentei durante anos e tenho profundo carinho. Estava terminando a faculdade de Direito e comemorando a vida de seu filho, Bruno, de apenas 08 meses.

Infelizmente, hoje ele se foi, e se foi pra sempre. E essa é a pior parte da despedida: saber que ela é definitiva. Deixou uma multidão de amigos que compareceram em seu velório. Deixou mãe, esposa, irmão e familiares órfãos de seu lindo sorriso.

10 comentários:

Chica disse...

Que triste mesmo...Uma pena essa insegurqnça que nos rodeia!Fica bem,beijos,chica

rosario disse...

eta mundo danado! levando gente boa e querida. Guarde seu luto, assim vc vai se despedindo dele devagarinho.
Força para vc !

:: Nanda :: disse...

Além da dor da perda fica o trauma..
Força ai Rosi... leve seus pensamentos para as boas lembranças que tem do seu amigo, e talvez assim, ameniza a dor.
E vamos torcer e agir por um mundo melhor e mais seguro.
beijos

Renatinha disse...

ai Rosi, sinto muito!
Essa dor eh tremenda e a familia perde o chao, nao ve futuro mais..
So o tempo pra nos ajudar a seguir em frente!
Vc ta bem? a barriguinha ta bem?
Vc eh ainda espirita? Aqui nao tem nenhum centro pra eu poder ir, fico na vontade as vezes!!
bjus

Katia Bonfadini disse...

Rosi, muito triste essa história... Também perdi alguns amigos de forma brutal há pouco tempo: um deles foi atropelado e o motorista fugiu. Ele tinha vinte e dois anos e um filho pequeno. O outro era uma pessoa maravilhosa, um dos seres humanos mais generosos que conheci na vida e foi embora por causa de uma doença rara... Desejo muita força pra você nesse momento e pra família do seu amigo. Onde quer que ele esteja nesse momento, espero que encontre paz.

Priscila disse...

Nossa, Rosi!
Que coisa mais triste! De vez em quando tenho umas crises de medo de violência. Tá demais, né? Uma vergonha. Mas a gente não pode pirar nisso, né, senão não sai de casa.
Força pra família do seu amigo!

Bjs,
Pri

orvalho do ceu disse...

Oi, querida
A violência só gera morte em todos os níveis do nosso ser.
Se cuida e guarda no coração a saudade que há onde existe amor... amizade...
Bjs e serenidade

Elaine disse...

Rosi, meus sinceros pêsames à você e à família de seu amigo.
Hoje fiquei triste porque o pai de um professor do Gabriel também foi assassinado ontem, quando invadiram sua loja.
Nem sei o que dizer...

Raquel Cecília disse...

Rosi, lamento pela dor de perda que fica em seus corações.

Mas acredite na fé que você e ele compartilhavam: ele não acabou ali, seu espírito ainda tem uma longa jornada no plano astral e vai ajudar muitas pessoas com sua luz.

Que Oxalá conforte seus corações, e mamãe Iansã guie os caminhos de seu amigo.

Marta disse...

Muito trsite... meus sentimentos.. mas onde ele estiver, estará olhando vocês!
Beijos