03 agosto 2011

Tudo ao mesmo tempo, agora!

A rotina aqui de casa chega a cansar até mesmo para quem eu comento.
Durante a semana, acordo às 5h40 e às 6h já estou na rua, tendo que chegar ao trabalho que fica do outro lado da cidade às 08h. Marido acorda às 7h, se prepara para sair, não sem antes deixar o Dudu na casa da minha irmã. Saio às 17h correndo do trabalho para enfrentar três conduções e chegar em casa às 19h20 aproximadamente. Marido que sai do trabalho uma hora depois de mim, chega no mesmo horário (às vezes até antes) porque trabalha na região central.
 
Aí começa meu segundo turno, tenho que organizar a casa (o que for possível), fazer o jantar, preparar alguma refeição do Dudu para o dia posterior, preparar as mamadeiras da noite, dar um pouco de atenção a ele, fazê-lo dormir, acessar à net, ler meus e-mails e atualizar as redes sociais, organizar a cozinha, cuidar de mim, conversar com o marido e ainda arrumar um tempinho pra namorar. E durante a madrugada ainda levanto para dar de mamar ao pequeno, ainda pode acontecer de algumas vezes a chupeta cair e ter que socorrer o choro. Ufa!
 
Ainda fico com aquela sensação que deveria ter feito mais. A impressão que tenho é que eu deveria ser duas para poder dar conta de tudo. Parece que a todo momento travo uma luta com o tempo, ele se tornou meu inimigo, o que me deixa muito desconfortável. Me culpo frequentemente. Me culpo por deixar meu filho aos cuidados de outra pessoa, por não ter visto ele experimentar um novo alimento, pela casa que fica em desordem, quando no final do dia estou um bagaço, quando digo ao marido que estou cansada pra namorar, quando prometo ligar pra uma amiga e não consigo, quando vejo aquele livro à espera de leitura e aquele filme sem ter sido visto... Sou um eterna culpada!

Meus finais de semana são cheios de tarefas que tento cumprir no menor espaço de tempo. No domingo anterior, tentando acabar com uma dor de cabeça persistente, adormeci. No último sábado, fui a um bar com uns amigos me divertir. Em ambas situações me atrasei com as tarefas e fiquei até tarde executando-as para não sobrecarregar a semana...
 
Sei que crianças têm alto poder de adaptação. Dudu está bem, dá para perceber sua alegria em me ver chegar, tento dar o melhor de mim quando estamos juntos. Mas queria muito estar junto a ele, assim como quero (e preciso) trabalhar. É um paradoxo. Mães deveriam ter expediente de trabalho reduzido! Mães não deveriam se cobrar tanto.

14 comentários:

Natália disse...

OI ADOREI SEU BLOG. TÔ TE SEGUINDO, QDO DER PASSA NO MEU E SE GOSTAR ME SEGUE TBM... BJUS

Sandra Hellen disse...

Aff! Fiquei cansada Rosi só lendo o seu relato! Não é fácil essa vida de mãe, esposa, doméstica, profissional, blogueira e tantos outros papéis, né?! E a maldita culpa sempre presente, acho que mãe nunca se livra totalmente da culpa....

Força por ai! Beijão

Mih Fernandes disse...

Ufa!!! Que canseira... rsrsrsrs... Nãop é facil realmente esse corre corre... voltei hj ao trabalho e quero ver como vou me sair, meu maior problema é que sou muito desorganizada, ai tudo fica mais dificil...rsrsrs...

Ananda Etges disse...

Ai Rosi, devo entrar num ritmo parecido em breve. No entanto, o bom é que moro numa cidade pequena e não vou enfrentar essa maratona para chegar no trabalho. Mas não tem jeito... mãe é bicho culpado! Boa sorte na rotina mega agitada! Tem que ter disposição ;)

Beijos, Ananda.

http://projetodemae.wordpress.com/

Rafaella disse...

Que corrido...
E não tem para onde fugir...
Você é guerreira porque eu não sei se daria conta de uma rotina assim...
Minha rotina é muito mais calma que essa e tem dias que estou esgotada...
O que não fazemos pela nossa familia neh??? rs...
bjãooo

Andrea Fregnani disse...

Nossa Rosi, nem sei o que dizer, rotininha cansativa mesmo, mas o sorriso do Dudu acalma tudo né,
bjs

Edna Fernandes disse...

É dureza mesmo Rosi, eu agora sem trabalhar não consigo dar conta de tudo, durante a semana lavo a roupa e só passo no domingo a noite depois que o Pedro dorme, minha casa vive de pernas pro ar e eu fico doida doida!!
Sua rotina ta bem puxada, nada de ficar se cobrando, você já esta fazendo o melhor que pode!!

Mamãe Élen disse...

Também estou me sentindo culpada, amiga, até fiz um post sobre isso, mas é a vida. Força para nós!
Beijos nossos.

Priscila Quaquio disse...

Ufaaa! Realmente, cansa! Eu to em casa com meu pequeno que esta com 4 meses e ainda assim as vezes me vejo sem tempo, ou para casa, ou para o maridao, ou para os amigos, ou para o livro, mas, me dedico bastante, enquanto há tempo, para o filhote! Pq agente se cobra tanto né!? Acho que seria mais fácil aceitarmos as coisas assim, como elas são nessa loucura, assim como tambem acho muito mais fácil falar do que fazer! rsrsrs! Aaaa...a história da chupeta cair e ter que socorrer o choro acontece aqui em casa tambem! Beijos e boa sorte sempre

Cláudia Leite disse...

Oi Rosi,

É, só de ler já cansa todo este seu relato, e em breve terei a rotina parecida assim, pois volto à trabalhar.
Toda mãe carrega essa "culpa", é incrível.

bjos.

Raquel disse...

Rosi, esta foto tá tão lindinha parece com o sorriso do meu bb!! Aff..vc tá com uma rotina hein..e eu aqui reclamndo da minha vida!!! Mas passa, daqui há pouco ele tá grandinho nos esperando correndo para o abraço..
desencanei de tentar ler, ou assitir um filme..namorar, parece que tenho que marcar hora com o marido, que dá plantão, ou qd estamos em casa..estamos tão cansados que só dormir agarradinho já tá bom!!! bjinhos em vcs!!!

Taly Watanabe disse...

hahahaha Rosi do céu, post perfeito..rsrs...

Bem vinda ao mundo materno...parece que nasce nossas benção, nossos pequenos e junto nasce a culpa...

Realmente 24 horas é pouco e suspeito que se o dia tivesse 48 horas, ainda assim não daria...

A culpa, pela roupa que ficou no varal, as consultas médicas, vacinas, ser esposa, amiga, filha, mãe...haaa como cansa e como não damos conta..

Mas aprendi uma coisa muito bacana, se deixarmos de lado o perfeccionismo, não exigir tirar nota 10 em tudo e sim, se contentar com 8, ficaremos felizes e deixaremos as pessoas ao nosso redor felizes tb..

Qq coisa vc sabe né?Estou aqui para oq der e vier comadre.

bjinhuus
Taly e Emily

Hanny Meire disse...

Tu pode estar atarefada como for mas está com cara de feliz, e é isso que importa ! E o Dudu é lindo, parece um bebezinho de brinquedo. Bjs !

Sra. N disse...

Cheguei aqui pelo blog da Bonfa.

Esse com certeza é o dilema de muita mãe. Eu anda não sou, e sinceramente, fico pensando se serei, pois sofro dos problemas de trânsito e nunca posso sair do trabalho na hora certa.

Escolhas escolhas e escolhas, todas sempre difíceis.

Bjs