12 agosto 2009

Nossa língua

Há alguns posts atrás mencionei que voltei a trabalhar na minha área de formação e minha função está ligada principalmente à revisão de textos.

Como todo mundo, também erro ao digitar e ainda me atrapalho com a nova revisão ortográfica, mas procuro escrever dentro da formalidade e pesquiso quando tenho dúvidas. Também comprei uma dicionário novo para consultar sempre que necessário.

A verdade que tenho deparado com alguns absurdos, e fico bastante triste quando vejo erros grotescos em palavras que aprendemos na primeira cartilha, como casinha, escrita com 'z' e automóvel, escrito com 'l'. Enfim, erros acontecem e os corrijo.

O que mais me intriga é a forma como os profissionais mais jovens adotam a linguagem do MSN, Orkut e Twitter para os e-mails profissionais. Criaram um tal de Internetês, o novo português. Já as mulheres não se constrangem em escrever termos como "miga" e "miguxa" para pessoas que se tornaram mais próximas, porém ainda são companheiras de trabalho. Também vejo algo que me deixa pasma: como alguém consegue escrever um e-mail inteiro em letra minúscula?

Perante a todos esses "deslizes" irei aplicar treinamentos sobre e-mails corporativos e tenho pesquisado muito sobre. Beta Bernardo, minha querida amiga, fez um post no Criative-se "ó-te-mo" sobre etiqueta nos e-mails. Vale para qualquer profissional. Confira.

22 comentários:

Luci Cardinelli disse...

Meninaaa, também fico boba com certos erros. Confesso que não consegui pegar a nova ortografia e já quase desisti viu? A véia aqui aprender tudo de novo? ai ai ai Também confesso que se não me policiar escrevo tudo com minúscula :( rsrs Mas tem erros que não dá prá entender.
E você já viu como tem gente trocando o ponto de interrogação com o ponto de exclamação? Será que Freud explica?
Agora, a linguagem retardadês é o ó.

bejão e ótimo dia!!!!

Alethéa Casal disse...

Ai, nem fala, passo mal com tanto absurdo na net! Imagino como os jovens de hoje, que vivem no computador e escrevem, muitas vezes, desta forma, se comportarão no mundo do trabalho... aff...

Jane Murback disse...

Gata, assumo que cometo várias falhas por preguiça de procurar direito, esqueço acentos e escrevo em minúsculo.
Mas e-mails de trabalho procuro ser gente e mostrar que sou alfabetizada.
Agora o intenetês irrita, né? Acho que é muito adolecente pra minha cabeça!
Bjo

Dri Viaro disse...

não posso falar muito, erros de portugues depois que mudou a "lei" eu não sei de mais nada, simplesmente nada, eu era quase uma professora de letras, mas quem mandou mudar os acentos?rs
bjs

Beta Bernardo disse...

Rosi, ótimo post!
Como eu disse no post, além do internetês, uma coisa que me chateia é gente mandando email com mil destinatarios abertos (e eu no meio), e gente que não deleta os emails do hitorico pra repassar... fica nosso endereço por aí, sujeito a spnas e propagandas que não pedimos.
Obrigada por sitar meu post. Adorei!
Bjks, Beta

Fabiana Correia disse...

Isso acontece demais, nem me fale. Eu quem o diga: Tentar colocar isso na cabeça dos adolescentes é que é dificil. Acostumei minhas filhas de 14 e 10 anos a lerem sempre, e não me venha com essa língua de MSN não, é feio demais. Escrever em maísculo ou minúsculo, eu não consigo.
--
Bom, adorei o texto. Bj

Elaine disse...

Olá!
Uma das coisas que me afastam de certos blogs é a linguagem de msn. Aliás do próprio msn eu fujo. E esses códigos de internetês eu não entendo mesmo!
Saudades do tempo em que saber falar e escrever corretamente era qualidade!
Beijos, moça.
Ah, "miga" e "miguxa" realmente nem pré-adolescente deveria usar, quem dirá profissionais...

Nana disse...

Amiga, essa semana vou dar paz para português e vou começar a usar leitura visual, ontem eu tive uma queda de pressão e decidi dar um tempinho para a cabeça.
Mas eu tenho problemas graves sim, principalmente com regras, mas escrever eu sei.
Bjss

Fla disse...

Nossa eu também leio umas coisas por aí que me dá medo.

Mas eu escorrego em muita coisa também, reconheço meus limites, mas acho que nada tãoooo grave.

Agora MSN deveria ser proibido para quem não sabe escrever ou tem preguiça. Me dá um nervo conversar com alguém que só escreve abreviado ou fica escrevendo naquela língua que ninguém entende. Afff, a gente sofre.

Beijos,
Fla.

Leticia disse...

Errar é humano, mas tem coisa que está além disso! risos
Quando comecei a escrever o blog ainda estava muito presa, acho que foram os "anos acadêmicos". Ai, relaxei um pouco, porque estava escrevendo textos de forma chata.
Gostei do seu blog! Parei aqui por acaso, por indicação da Bicha Fêmea!!
Parabéns! E um beijo,

Laély disse...

Olha, eu me esforço para fa-lar-e-es-cre-ver-cla-ra-men-te, mas na pressa, muitas vezes engolimos letras e deixamos passar algum errinho de ortografia. O jeito, é: revisar, revisar e revisar!
Acho que a maior dificuldade do brasileiro em falar, escrever e se expressar bem, está na falta do hábito de boas leituras. E olha que ler, nem que fosse a Veja, ajudaria, embora já tenha flagrado muitos erros na revista, principlamente, cacófatos.
O internetês é outro problema, pois os jovens, que já não aprendem o certo porque têm preguiça de ler, não se corrijem, por acharem que aquilo é o normal.
Ainda tenho dado minhas mancadas com a correção ortográfica, mas é pura preguia de...ler um pouquinho mais e me atualizar.
Falando em leitura, recomendo a todos os que escrevem, este artigo do Stephen Kanitz:
"Como escrever um bom artigo"
http://www.kanitz.com/impublicaveis/como_escrever_um_artigo.asp
(Apesar de gostar muito do Kanitz, do Reinaldo Azevedo, outro perfeccionista da língua, e do Diogo Mainardi, isto aqui não é jabá da Veja, tá bom?!)
Obrigada pela visita.
Meu menino de 9 anos, aficcionado por PoKémon( ninguém é perfeito...), tem um blog. O endereço dele, é:
http://pokeblog3000.blogspot.com/
Ele tá meio murchinho, porque ninguém comenta. Já dei umas diquinhas pra ele, mas sabe como é criança...
Abraço!

by Faby disse...

Vou lá conferir... Sou super atenta quando escrevo, mas as vezes cometo alguns deslizes, confesso. Tenho pavor do internetês Rosi... meu marido me mata, ele é filosofo, imagina (rs)!

Adorei que você foi conhecer meu outro blog... mandei email para você participar com suas dicas de livros, mas acho que não recebeu, né?! Uma pena...

Super beijo
Faby

Lidiane Vasconcelos disse...

Ah, Rosi! Também sou criteriosa com a língua. Gosto de não sacrificá-la e faço o que posso quanto a isso.

E, sim. No mundo corporativo tem muita coisa “sem noção” e já fiquei de boca aberta, e passada, vendo muita coisa “nada a ver”. Aff!!!

Tua indicação para o post da Beta foi ótima. Li o post na época da publicação e ficou “show”!

Beijos

Rafaela disse...

Oi!

Concordo com você em gênero, número e grau!
Detesto esse hábito de que, só porque é informal, podem escrever sem acentos e errado.
Mesmo pelo MSN acho que deveriam sempre escrever direitinho, porque sem você perceber, "pega" a mania e aí, começa a escrever de maneira incorreta em todo o lugar.

A única coisa que costumo fazer é abreviar, tipo você = vc, também = tb, porque = pq, talvez = tvz.
Mas mudar a palavra? "Naaaaauuuummmm", rs, nem pensar.

Belo post!!

Bjss

Rafaela disse...

É, bem....

Abreviar pode né? rsrs

Beijoss

Ana Carolina Peixoto disse...

Rosi,

Obrigada pelo carinho. Adorei vc ter me linkado no seu blog.

Nem preciso dizer que Marco adorou o porta treco. Essa semana, ele assumiu a chefia de um depto e levou o porta treco para colocar canetas no trabalho. Acabei fazendo tb para os avôs. Me senti fazendo meus cadernos no 2º grau. Só que ao invés de usar as nossas fotos usava figuras de revistas. Realmente, a maternidade está me transfornado. rs! Venho fazendo coisas que não imaginava. Qq dia eu conto sobre a fantasia que fiz para a família para o Zoobloco (Familia Abelha).
Bjs,
Vem cá, vc viu o meu cantinho preferido lá no Criative-se (nº9)? Vale a pena dar uma olhada.

Fabi Carvalhos disse...

Rosi, sou filha de professora de Português, então, você já pode imaginar como me cobro e como cobro dos outros, não é? :)
Boa puxada de orelha! :)
Ah! Coloca em prática, sim, o tratamento de fotos, e depois me passa suas dúvidas. Estou querendo preparar um novo tutorial, e seria bom conhecer as reais dificuldades de quem está começando. Beijão, Fabi.

Rejane Batista disse...

Olá Rosi.
Realmente hoje em dia a gente vê muitos absurdos escritos em todo lado: orkut, msn e blogs.
Acgo que comer uma letrinha, não é uma coisa horrível, porque as vezes estamos com sono, eu mesma digito "quase" no escuro, rs; mas enfim esses vícios e gírias de msn realmente não dá.
BeijOs e ótimo post.

Mari disse...

Muito bom, eu presto atenção ao máximo para não cometer uma gafe dessa.
Bjks.

3 Supernovas disse...

Oi Rosi!
Pronto, já alteramos as configurações. Vamos ver se agora vai... Marinheiras de 1ª viagem são fogo.
Bjs das 3

Leticia disse...

Obrigada pela visita!
Também vou acompanhar as "discussões" de perto!
Abraço

Santinha disse...

Mandou muito bem mesmo. Confesso que apesar de tomar vários cuidados ainda costumo tropeças nas palavras, ou será o teclado...
De qualquer forma, é muito irritante também prestar atenção no uso indiscriminado do gerúndio
emprego viciado de formas como "vou estar passando o recado" - pode estar longe de ser erradicado, mas já tem uma vítima involuntária: o próprio gerúndio.

Nossa lingua não é das mais fáceis não...A internet com o seu corretor ortográfico "meia boca" não faz milagre. Ler bastante ainda é o melhor exercício para quem abandonou a cartilha a 100 anos como eu.

Parabéns
bjk