27 agosto 2009

Novas conquistas

Nunca gostei das unanimidades. Sou avessa a muitas delas, seja em matéria de moda, gêneros e até pessoas. Alguns até me consideram um tanto esquisita, mas realmente fazer coro de amor ao chocolate ou aos cabelos loiros não me agradam. Não gostava do garoto mais bonito do bairro na minha adolescência e nem casei com um galã, mas sempre me senti atraída por homens que tem um quê interessante além da sua aparência, como se música fosse maravilhosa, embora versos e acordes não se casassem bem.

Sou boa sagitariana, posso enjoar de coisas em questão de dias. Isso já me incomodou muito, pois pode parecer um traço de desapego bastante negativo, mas hoje sei que isso faz parte do meu perfil. É intrigante a questão da afinidade. É uma espécie de cumplicidade que surge sem que se saiba explicar. Uma certa atração espiritual, que une pessoas que muitas vezes mal se conhecem.
Já quebrei a cara quando resolvi utilizar o ditado "a primeira impressão é a que fica", pois tenho uma amiga que não me despertou nada de bom no início da nossa convivência, depois demos uma chance uma à outra e descobrimos muitos pontos em comuns, o que resultou uma bela amizade. Já com outras pessoas a afinidade resolveu fazer as honras da casa logo de primeira, e que feliz surpresa quando descobri que estava diante de pessoas que tem muito a mostrar.

Gosto muito de gente, de gente que gosta de viver sem se importar se está agradando ou está fora dos padrões. A blogosfera tem me dado muitos presentes, são pessoas que chegam de mansinho e se mostram em doses e o quão bom é conhecê-las. Não vou citar nomes para não ser injusta com alguns, mas são pessoas ótimas com muito para oferecer. Sim, estou muito feliz por isso.

19 comentários:

Cláudia Ramalho disse...

Rosi, que bom saber que vc é como eu. Eu sou tida como a do contra. Pois acho que toda unanimidade é burra.

Tb não morro de amores por chocolate... aqui em casa sou voto vencido... fazer o quê?

Eu tb não levo à risca as primeiras impressões, pois já me surpreendi muito com o que pode vir depois.

Gostei muito do texto de hoje. Parabéns, estou com as respostas prontas. Hoje é feriado municipal aqui. Vou lapidá-las e depois te mando.

¨¨¨¨¨¨
Rosi, para mim, criança de maria-chiquinha é um clássico. A infância tem de ser bem aproveitada... ainda mais agora, que ela acaba cada vez mais cedo.


BJks.

Priscila disse...

Oi, Rosi!

Eu sou uma pessoa um pouco fechada, a princípio, o que às vezes me afasta das pessoas. Mas se me identifico com alguém, faço questão de me abrir, de deixar a pessoa se aproximar e me dedico totalmente à amizade.

O blog tem me dado a oportunidade de conhecer pessoas tão diferentes e com tanta coisa boa pra compartilhar. Tenho adorado isso. Estou super feliz em saber que escrever, que é algo que adoro, tem me feito tão bem em tantos sentidos.

Bjs.

Nana disse...

Tbém sou meio assim... rs
As coisas q estão na moda, os livros q todos estão lendo n~unca me interessam mto
Gostei do Blog!
Bjs

Fla disse...

Rosi, também sou sagitariana e também tenho esse "probleminha" de enjoar as coisas e até das pessoas com uma facilidade incrível.

Aliás, acho que não existe um signo tão inconstante quanto o nosso não é mesmo? Eu acho, e ainda bem, porque nos permitimos mudar a qualquer hora, sem estar nem aí para a torcida.

Sobre as primeiras impressões eu também já quebrei a cara várias vezes, e sorte a minha que conseguir enxergar o outro lado da moeda.

Beijos,
Fla

Nana disse...

Sagitária?
Eu sempre digo que é o dobro do ariano!!!
Meu marido é sagitário, conheço bem a peça, eu acho legal que vc´s não se apegam, acabou acabou e ponto rs
Bjss

Alethéa Casal disse...

Rosi, ao contrário de vc, 'boa sagitariana', eu sou a autêntica taurina: extremamente apegada às pessoas e coisas. Tento por demais mudar isso em mim! Às vezes sofro até com mudanças e separações.

Mas em um aspecto somos semelhantes: tô muito feliz com as pessoas que tenho encontrado neste mundo dos blogs. Vc é uma das que me encantou. Seus textos são ótimos, fazem a gente refletir, têm uma energia boa!

Abraços!

Elaine disse...

Olá!
Hihihi, isso de viver sem se importar se está agradando ou não parece eu...acho que vou inclusive colocar no perfil do blog poid de vez em quando me aparecem uns críticos...veja bem se vou medir minhas palavras para falar de mim no meu blog? E concordo quando você diz que a blogosfera apresenta algumas boas surpresas...
Beijos e boa tarde prá você, Surpresa Rosi rsrsrs!

Aline disse...

Ah Rosi.. é bem assim mesmo...
Engraçado como a afinidade se manifesta aqui, basta uma troca de mensagem aqui, outra ali e pronto. E o mais importante na minha opinião, é quando cria-se uma amizade "de não esperar algo em troca", sabe?
Sem querer já afastei muitas pessoas, porque eram pessoas que davam já esperando receber. E eu não sou assim.

Ah.. mas acho que isso até renderia um post sabia? Você poderia nos contar os causos dos tempos de mc donalds...rsrsrs...
Ah menina, quanto ao esfregão, deixo ele de molho as vezes em algum produto químico, mexo aqui e ali, mas sem colocar a mão...rsrs... Mas ele é removível, vendido em refil. Está muito sujo, é só trocar e jogar o sujo fora...kkkkkkk... Sou prática assim....kkkkk
Ah o aspirador.... O aspirador...
=D

Beijão

Denise disse...

Caramba, Rosi! Juro que foi coincidência hahahaha. Ontem recebi um e-mail com esse texto e comentei com a Aline que iria postá-lo hj. Isso que eu chamo de afinidade bloguística! ahahahaha

Olha, eu tb enjoo fácil das coisas...e de pessoas tb. Isso já foi um problema pra mim, mas hoje não encaro mais dessa forma. Gosto de investir em quem realmente vale a pena, sabe?

Beijos

Lidiane Vasconcelos disse...

Oi!!!!
Também não sou chegada em unanimidades, gosto das diferenças e me permito a troca com todos. Trazendo para o mundo “bloguístico”, já quebrei a cara tentando trocar com unanimidades em carisma, e logo percebi que não era bem assim. Unanimidades parece que pensam ser celebridades... e me dá pena!

Na vida real, o contrário também já aconteceu. Pessoas que pareciam ser super antipáticas e esnobes, revelaram-se uma surpresa para mim.

Por essas e outras aprendi a ser sempre acessível e tentar conhecer as pessoas antes de julgá-las. Surpresas podem sempre acontecer, né não? ;)

...
Rosi, mulher do céu!
E eu me escondo? :o
Aff! De jeito nenhum, bicha! Olha só, tem foto minha em outros posts, tem foto no perfil e no blog eu linko meu perfil do Orkut e a comunidade do Bicha. Como é que eu me escondo desse jeito?:o

Eu continuo com o avatar porque gosto dele de verdade. Foi um amigo que fez para mim. É tão esquisito assim? :o

Eu coloco foto minha quando eu acho que é pertinente, faz algum sentido, ou sei lá o quê. No post da caixinha, eu queria mesmo era mostrar a caixinha. Só isso!

Além do mais, eu não quero ser só um rosto bonitinho na blogosfera...huahuahuahuahua... :D

Tá, esta última foi péssima!!! :(

Mas é isso! ;)
Beijos, bonitona...

Elaine disse...

Rosi, se eu te disser que nunca me importei em estar fora dos padrões, estarei mentindo vergonhosamente.
Sofri na minha adolescencia porque sempre ficava fora das ditas panelinhas, me sentia diferente e isso me incomodava muuuito. Pela falta de maturidade, me esforçava em agradar aos outros para ser aceita. Mas o problema é que quando a gente se esforça muito o efeito é o contrário, pois amizade é algo natural e deve fluir naturalmente.
Ainda bem que o tempo e a maturidade nos mostra outros caminhos. Hoje, não me importo em ter opinião diferente, ainda não faço parte de panelas, mas não faço a mínima questão de pertencer a alguma. Prefiro transitar entre todas as diferenças e aprender sempre algo novo. Se antes admirava aquela pessoa de opinião forte que tem resposta e opinião para tudo, hoje gosto mais de mim por ser extamente o oposto. Sou cheia de dúvidas e de flexibilidade, não tenho certeza absoluta de quase nada e é exatamente isso me move adiante e me faz crescer.
Ainda sim, gosto quando vejo que agrado, mas diferentemente do passado, não sofro quando não sou bem aceita. Entendo que as pessoas são diferentes e as aceito e às suas opiniões.
No mais, tenho que confessar que faço parte da unanimidade do chocolate, não posso ficar sem!!!
Beijocas, Elaine

Luciana disse...

Rosi, é tão interessante esse mundinho virtual, como fazemos amizades, como nos apegamos a pessoas que nunca falamos, nunca vimos pessoalmente... eu me apeguei a algumas pessoas que nunca vi ou escutei a voz... e acho tão engraçado e interessante. Trocamos informações, dicas, ensinamos, aprendemos... e é muito bom partilhar e conhecer pessoas parecidas, diferentes, cada um com sua peculiaridade.
Te linkei no meu blog Pitadas de Sabor e Arte, assim vou te acompanhando e te conhecendo também.
Bjos, Lú.

Mania de fazer arte disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cláudia Ramalho disse...

Vim agradecer seu recadinho pra lá de generoso. Aodrei! Boa sorte no sorteio!

Continue dando boas sugestões.

Obs.: essa mania de fazer arte, fui eu que postei usando outro e-mail. ô lesada!

Fabi Carvalhos disse...

Oi, Rosi! Acho que as afinidades acabam nos atraindo uns aos outros, não? Tb não gosto de unanimidades, mas adoro um chocolate! :) Passei um tempo da minha vida julgando antes de conhecer, hoje vejo que perdi muitas amizades por isso. Hoje procuro não fazer nenhum pré-julgamento, e tenho adorado ampliar minhas amizades através do blog. Quanto gente legal existe neste mundão de Deus! A internet é dez nisso, encurtar distâncias, aproximar os pólos. Adorei te conhecer e fico muito feliz em podermos nos falar e estreitarmos mais e mais nosso relacionamento. Beijão, Fabi.

Verônica Cobas disse...

Rosi,

Olha...adoro que você me chame de Vevê; gosto da ideia de você se sentir identificada comigo ( e com as demais Criativas); e me sinto muito bem de te ter todos os dias comentando no Criative-se. Mas gosto de verdade de gente que tem cheiro, jeito e cor de gente. Como você. Sem pastiche ou pancake que nos faça mais personagem do que alguém. Tenho comigo sempre uma frase de Nelson Rodrigues que diz que toda unanimidade é burra. Não sou tão diferente assim; nem tão exótica, mas estou bem longe do lugar comum e me orgulho disso. Atitude é a palavra e isso é atemporal e profundamente clássico. Ou seja, não sai de moda.
Acho que você é realmente tudo isso e por isso também que gosto de estar por aqui.

beijão. Vê ( melhor Vevê, não?)

Luci disse...

Rosi, hoje nem tanto mas semprei achei um saco, e as vezes me chateava, com os comentários das pessoas porque eu não gostava de algo que todo mundo gostava. Maior exemplo? Coca-Cola. Não gosto de jeito nenhum. De uns anos prá cá não tou nem aí. Também se aos 50 eu ainda não tivesse deixado isso prá lá, era caso perdido :D
Você já notou que existem as coisas que você tem que gostar prá estar na moda? hehe filme, livro, peça teatral, música, artista plástico e assim vai. Tem gente que nem sabe direito o que é ou quem é, mas diz que gosta prá não se sentir excluído. Uma pena.
Não costumo discriminar as pessoas, mas com o tempo aprendi a ouvir mais aquela vozinha que diz "cuidado!" As vezes me questiono porque todo mundo gosta da fulana e eu fico sentindo que tem alguma coisa. Mas ainda quebro muito a cara. Se eu não tentar posso deixar de conhecer gente muito legal, né mesmo?
Nossa, conheci e fiz amizade com pessoas maravilhosas, através da net. Pessoas que hoje são muito mais importantes na minha vida do que muitos que estão no meu mundo real.

ah eu amo chocolate \o/ pena que meu excesso de gostosura não tem permitido que eu coma tanto como gostaria.

bjuss

Katia Bonfadini disse...

Rosi, que legal seu texto... eu me encaixo no que você relatou. Também não me encanto por chocolate, cabelos loiros, roupas de grife, Brad Pitt, odeio salão de beleza e não faço as unhas, sempre fiz questão de dividir a conta com o namorado, não sei dirigir, nunca quis me casar nem ter filhos. Dá pra perceber que sou bem diferente do padrão, né? Também gosto de gente que se expressa sem medo do que "os outros vão pensar". E admiro mulheres fortes, seguras e inteligentes como você! Adoraria te conhecer pessoalmente!!!! Beijão!

Helinha disse...

Também nunca gostei de unanimidades!

Nem de nada muito certinho...

Geralmente, gosto de homens meio narigudos, com rosto meio assimétrico... rsrs

Muitas vezes o carinha mais assediado ficava a fim de mim, mesmo eu não sendo a adolescente mais bonita, justamente porque eu não dava bola!!

rsrs

Mas amooooooooo chocolate, viu!! E café... e vinho!!

^^

Também achei pessoas fantásticas aqui na blogosfera, dá vontade de encontrar essas pessoas e passar tardes conversando pessoalmente!!

Beijão!!