15 janeiro 2010

Gente que faz

UMA MULHER EMPREENDEDORA

Quando conheci a Fernanda Barreiro ela era apenas uma estagiária de psicologia na empresa que trabalhávamos, mas logo percebi que estava diante de uma pessoa determinada. De lá pra cá, Fernandinha já fez mil coisas, e uma delas foi participar do programa 10.000 Women Empreendedorismo e Novos Negócios, um programa só para mulheres que a FGV possui. Aqui ela conta pra gente o que aprendeu.


Fernanda em sua formatura realizada em 03.10.09 no salão de eventos da Fundação Getúlio Vargas

* O que é o 10.000 Women Empreendedorismo e Novos Negócios?
O 10.000 Women é um programa de âmbito global, patrocinado pela Goldman Sachs. Lançado em 2008 tem por objetivo oferecer, ao longo de 05 anos, treinamento sobre empreendedorismo e gestão administrativa, exclusivamente para 10.000 mulheres de vários países. A premissa do programa é acreditar que este tipo de investimento pode criar um importante efeito multiplicador que, além de aumentar a empregabilidade das mulheres, também alavanca a educação de seus familiares e comunidade em que vive. No Brasil, o curso de
extensão foi focado em mulheres com potencial para abrir seu próprio negócio ou tornarem-se futuras líderes empresariais. Com duração de 228 horas/aula, foi realizado em parceria com a Fundação Getúlio Vargas, de São Paulo e a IE Bussiness School, da Espanha. Totalmente gratuito (incluindo material didático e todas as refeições), as duas primeiras turmas foram formadas em 2009, com as aulas presenciais ministradas professores das duas universidades, bem como fóruns de discussão on-line.

* Como surgiu o interesse em participar?
O curso foi divulgado em revistas como Exame e Você S/A, mas fiquei sabendo via e-mail enviado pela Fundação Getúlio Vargas (havia participado de um curso lá, em 2008) e logo que li a mensagem deletei. Pensei comigo: “Curso gratuito? Na FGV?” É claro que não vou conseguir!”. Depois de quinze dias, resolvi acessar o site do programa e decidi me inscrever afinal, se fosse aprovada, seria uma grande oportunidade para adquir
ir conhecimentos sobre administração que não tive, por ser graduada em psicologia e alavancar minha carreira no mundo corporativo. Sem contar que tenho planos de, algum dia, abrir meu próprio negócio também. Enviei meu currículo para análise e escrevi uma redação sobre empreendedorismo, logo depois fui chamada para uma entrevista com os professores da FGV e sai de lá de super desanimada por ver tantas concorrentes. Somente após um mês recebi o e-mail com o resultado e minhas mãos tremiam só de pensar em ler, mas qual não foi minha surpresa? Dentre 800 inscritas, fiquei com uma das 82 vagas. Em pleno sábado a noite, minha vontade era gritar pra todo mundo ouvir.



* O que você aprendeu?
Meu curso ocorreu todas às quintas e sextas-feiras à noite e aos sábados o dia todo, durante 05 meses extremamente cansativos, mas como valeu à pena! Estudei sobre tecnologia, finanças, marketing, estratégia, economia, RH e liderança com excelentes professores e até brincávamos que, de quebra, ganhamos também um curso de espanhol, por causa das aulas com os professores vindos de lá. Além disso, tínhamos os fóruns de discussão on-line, fizemos visitas a diferentes empresas e tivemos palestras com importantes profissionais empreendedores. Foi muito importante também o fato de ter desenvolvido um plano de negócios, contando com sessões de mentoring (acompanhamento) realizadas pelos professores, pois fez com que conseguisse reunir, na prática, todo o conhecimento acumulado em único projeto, por sinal bastante especial para mim: a profissionalização da oficina de forjaria (similar à oficina de ferramentaria, mas fabrica ferramentas utilizadas na construção civil) que meu pai tem há quase 30 anos.

* Conte como foi conviver com tantas mulheres.
Confesso que antes do curso começar, esta era minha maior preocupação, pois na minha turma seriam 40 mulheres. Eu não sou nada feminina e trabalho o dia todo com homens, então fui para o primeiro dia de aula morrendo de medo. Porém foi tudo muito tranquilo, pois todas procuravam se ajudar. O que pude perceber é que a maioria desenvolveu seus estudos em negócios mais voltados para o universo feminino, como bijuterias, perfumes, vestuário, chocolates e consultorias. Tanto que quando falei sobre minha ideia de profissionalizar a oficina do meu pai, foi um grande choque na turma.

* O que de mais importante você tira dessa experiência?
Nossa, o curso me proporcionou muita coisa importante! Para começar, o fato de ter no currículo um curso com este conteúdo, qualidade e envolvimento de grandes instituições, tem aberto muitas portas para minha vida profissional. Ter focado meu plano de negócios em algo que fizesse sentido para mim e minha família, também foi muito gratificante e quem sabe um dia não consiga seguir os passos do meu pai?! Outra coisa que levo como lição é: tentar sempre! Se não tivesse voltado atrás e me deixado abater pelo desânimo, não teria me inscrito e teria perdido a chance de participar do curso. Realmente a oportunidade bate em nossa parte somente uma vez. E ainda sou obrigada a reconhecer que o curso teria sido muito melhor se alguns homens tivessem participado dele também. Seu lado prático e racional, definitivamente completa a nós, mulheres!
Como o programa tem duração de 05 anos, contados a partir de 2008, teremos ainda uma série de benefícios. Um deles seria acesso gratuito às palestras ministradas pela FGV, além do acompanhamento de um profissional que está sendo contratado para verificar o andamento de nossos projetos. Desta forma, caso eu queira abrir algum negócio neste período, terei total apoio e orientação dos professores de lá.

Junto com mais duas amigas (minhas também), Fernanda mantém o blog 3 Supernovas onde contam tudo o que aprontam. Quer conhecer? Clique aqui.

16 comentários:

:: Nanda :: disse...

Adorei a Fernanda, além de ter um nome lindo (modéstia!) me pareceu super esforçada.

Será que vai haver mais turmas deste curso? Me interessei.

Vou contar, sou formada em Secretariado e na minha sala tinham nada mais, nada menos do que 65 mulheres e UM homem.

Era um inferninho.. tenho que admitir, que mulher é muito complicada (que os homens não prestem atenção nesta frase hehe).

bom fim de semanapra vocês!
beijos

Row51 disse...

Tenho como grande orgulho na minha vida ter a Fernanda como minha amiga pessoal (uma das melhores).
Trabalhei pouco tempo com ela, mas que já deixaram perceber o futuro que está reservado a ela.
Uma pessoa de ótimo coração e excelente profissionalismo.
Acessem o blog dela.

Beijos

Santinha disse...

Rosi
achei muito legal o curso e imagino que a Fernanda deve ser fera no que faz. Tem que aproveitar a onda e fazer mesmo quantos cursos forem necessários, afinal conhecimento nunca é demais e no final é só o que a gente leva da vida.
Parabéns pelo "Gente que Faz" estarei acompanhando sempre viu!
bj grande
Parabéns Fernanda!

Dri Viaro disse...

Bom dia, chegou fim de semana!!

Por isso lhe desejo que vc fique com os seus, e aproveite totalmente estes 2 dias de folga.

bjssss

Fla disse...

Poxa vida que bacana.
Eu desconhecia esse programa da GV.
Parabéns Fernanda pelo que conquistou. Imagino o quanto foi realmente puxado fazer este curso, mas com certeza muitos frutos virão pela frente.
Parabéns.
Beijos

Elaine disse...

Parabéns à Fernanda, desejo-lhe todo o sucesso em sua carreira! A FGV é super renomada e ter participado de um curso como este, com certeza abrirá as portas a muitas oportunidades.
Adorei a parte onde ela diz que achou que nem teria chances e no final foi uma das escolhidas. Quantas vezes nós pensamos assim, não é? Desistimos antes de tentar...super estimulante a experiência da Fernanda.
Bjs

Casa de Catarina - lelê disse...

Rosi,
Parabéns para a Fernanda! Sabe que uma amiga me recomendou este curso, fiz a primeira inscrição, mas não mandei a documentação para eles... pensei bem e achei que não era hora de fazer outra pós (terminei o mestrado a 1 ano e pouco...). Tem horas que precisamos parar e pensar aonde colocar o foco, eu estava num momento desses. Mas soube que era super difícil entrar neste curso!!! E é bem bacana o programa.
Mto bom o Gente que faz desta semana!
Beijos
lelê

lucialaureano disse...

Super legal conhecer a história da Fernanda, é de mulheres como ela que precisamos para nos inspirar!
Parabéns Fernanda!
beijos,

Heloisa Torres disse...

Fê!!!! Vc é o máximo!!! Meu sonho é ter você como companheira de trabalho de novo!!! Parabéeeeeens!!!

Manu Demonti... disse...

Amore tem sorteio fofo lá no Blog!!
Passa lá...Beijocas!

Cláudia Ramalho disse...

Rosi, tem um selinho pra vc lá no blog. Ótimo domingo.
Bjks!

disse...

Rosi, só tenho a agradecer pelo convite e o privilégio de ter "reinaugurado" o Gente que Faz, um espaço especial para compartilharmos experiências de vida.

Agradeço também pelos comentários de todos. Fiquei lisonjeada!

E Nanda, minha xará, o curso está ocorrendo em Belo Horizonte agora, em parceria com a Fundação Dom Cabral. Se souber de novas turmas a serem formadas em SP, aviso você.

Grande beijo.

Verônica Cobas disse...

Rosi,

Salve, salve!!!! A entrevista foi muito intessante e a Fernanda soube descrever de forma objetiva e informativa os objetivos do curso. O tema empreendedorismo é especialmente sedutor para mim porque tenho uma natureza vislumbradora de sonhos e oportunidades.
Bom...é com esse olhar que estou recebendo de braços abertos o novo ano. Incorporando as perdas e abrindo as janelas às conquistas, aos sonhos, ao novo que vem por aí. Beijo grandão!!!

Luci Cardinelli disse...

Muito sucesso para Fernanda!

Ótima entrevista!

boa semana !! :)

Uma Mulher de Fases disse...

Rosi, voltei, adorei a entrevista, super esforçada e adorei saber deste curso amiga!
Estou voltando devagar, mas é pra ficar, assim espero, senti saudades suas e do seu blog!
Um beijo super carinhoso!!

Érikinha disse...

Sou muito suspeita pra falar da Fê, ela é minha amiga de longa data.

Amiga, parabéns primeiro pelo curso e depois pela excelente entrevista aqui no Mundinho da Rosi.

Que você sirva como exemplo para muitas mulheres...

Grande beijo.