12 fevereiro 2010

Gente que faz

Compartilhando um sonho

Dizem os psicólogos que quando estamos em grupo nos sentimos mais poderosos. E a minha convidada de hoje provou que os amigos são mesmo a melhor companhia do mundo quando é para compartilhar um grande sonho. Fernanda Scaramucci, a Nanda topou dividir conosco essa experiência e aqui conta detalhes da sua viagem para o exterior, da emoção de conhecer a Disney e como planejou tudo.

* Para você, como é viajar com amigos?
Meus amigos, companheiros de viagens, são como eu, sem frescuras e curtem qualquer destino. Viajar é umas das melhores experiências que podemos ter, com companhias que topam qualquer parada é melhor ainda. 2009 foi o meu ano de descoberta, viajei muito e para diversos lugares, como Angra dos Reis, Campos do Jordão, Salvador, Brasília e para o exterior...

A entrada do sonho...virando realidade

* Conte para gente como foi o planejamento da sua primeira viagem ao exterior.
Quando eu fiz 15 anos meu pai me propôs: "Você quer uma festa ou uma viagem pra Disney?". Eu, como uma louca alucinada pelo Mickey, claro que escolhi a viagem. Mas eu estudava e logo comecei a trabalhar. Emendava um emprego no outro, sempre sem ter férias e minha viagem sempre era adiada. Em Novembro de 2008 completei um ano no escritório que eu trabalho e resolvi que estava na hora de receber meu presente de 15 anos, mesmo já estando com 23! rs. Estabeleci que a viagem aconteceria em Abril de 2009. Comecei a ir atrás da documentação, pesquisar passagens aéreas, hotéis, carro, li muito sobre a cidade de Orlando e sobre os parques. Conversei muito com pessoas que já tinham viajado pra lá e conheci a Disney em detalhes antes mesmo de chegar. Meu irmão mais velho, o Wagner, resolveu ir comigo. Fomos ao consulado e, pra minha felicidade ser completa, nosso visto foi cedido. Estava tudo caminhando bem para o sonho se tornar realidade. Reservei tudo, pensei em cada detalhe e no dia 01 de Abril de 2009 embarcamos rumo à concretização do meu grande Sonho!

Conhecendo o ídolo

* Conhecer a Disney é o sonho de muitas crianças. Como foi fazer essa viagem já adulta?
Eu sou uma eterna criança e em nenhum momento me preocupei em estar "adulta demais" para um destino infantil. Eu sabia que aproveitaria cada minuto e aproveitei! Na Disney não existe idade. Você põe seus pezinhos dentro do parque e se rende ao encanto daquele lugar. Lugar este onde a tristeza não tem espaço e tudo é colorido, mágico e impecável. Impossível não ficar admirada com os shows que te remetem aos clássicos filmes Disney. Acho que os pré-adolescentes e os adultos curtem os parques mais do que as crianças. Portando, indico esperar que os pimpolhos cresçam um pouco antes de levá-los, mesmo porque a rotina lá é cansativa e os menores podem não aproveitar tudo.

* Deixe algumas dicas para quem quiser embarcar nessa.
Janeiro e Julho são os meses mais cheios nos parques. Abril também não é uma boa opção, pois os americanos têm a Spring Break (como se fosse nossa “semana do saco cheio” na faculdade) e isso também faz com que os parques fiquem mais povoados, porém eu consegui conhecer tudo e curtir todas as atrações. Dizem que Outubro é ótimo, espero conferir numa próxima oportunidade. Os hotéis fora do complexo Disney são muito mais baratos e a maioria tem vans que nos levam para todos os parques. É uma excelente opção para economizar. Quem vai para Orlando, sai no lucro se juntar uma graninha para fazer compras nas Outlets que tem na cidade, os preços são realmente provocantes e compensa trazer roupas, perfumes, acessórios e afins. Ahhh, e uma dica que eu aproveitei muito foi não comprar lembrancinhas, ursinhos nos parques, pois os preços são mais altos. Nos mercados (WALMART) tem produtos de qualidade boa e mais baratos.

Olha essa montanha russa!!!

* A viagem foi tão boa que decidiram dar uma esticada?
Minha amiga Claudia, que também iria comigo pra Disney, teve o visto americano negado e com isso resolveu viajar para o Canadá. Com isso resolvi que minha primeira viagem internacional não seria somente para a Disney e sim, por parte da América do Norte. O Wagner voltou ao Brasil depois de 10 dias em Orlando e eu continuei. Fui para Washington, DC na casa da host family da Débora, prima da Claudia que eu conhecia só virtualmente. Fiquei 3 dias por lá e a Deby me levou para conhecer os principais pontos turísticos da cidade. AMEI!
Depois passei 5 dias em Nova York na casa dos primos da minha chefe, Deliane. Eles me receberam super bem, porém não puderam me acompanhar nos passeios pela cidade, pois era uma semana de trabalho normal. Então eu andava sozinha e também conheci os principais lugares de NYC.
Ai então segui para o Canadá, onde encontrei a Clau. Em Toronto. Andávamos pra cima e pra baixo conhecendo cada canto da grande cidade.

Essa não podia faltar!

Depois de 5 dias partimos para Ottawa, a linda capital e depois seguimos para Montreal, onde andamos muito também e assistimos ao lindo espetáculo OVO do Cirque Du Soleil. Foram 30 dias passeando por cidades complemente desconhecidas por mim. Uma experiência que me fez refletir e mudou alguns dos meus conceitos. Hoje eu sinto sede de conhecer lugares diferentes, de viver culturas diferentes, de ter fotos e fatos para contar. Descobri que eu sei andar com minhas próprias pernas e que minha maturidade permite que eu aproveite a vida como eu quiser, andando, conhecendo e curtindo. Aprendi que minha felicidade e minha realização dependem somente de mim e eu sou capaz de me fazer feliz!
Uma das lições que eu aprendi é que existem acontecimentos que as fotos e filmagens não registram exatamente o que os olhos podem registrar. Por mais que eu explique é indescritível a sensação de estar lá! Ah, também aprendi que sol não significa "calor" e que pombo e gente doida são universal, rs.

Espero que eu tenha conseguido passar um pouco da minha experiência de primeira viagem internacional. E quem gostou e quiser saber mais, tem detalhes no meu blog pessoal, aqui.

14 comentários:

Nana disse...

Ai que delicia, eu ainda quero viajar muitoooo, mas agora eu vou, vou sim!
Amiga Rosi, estou bem, o pior foi de domingo para segunda, o assunto foi resolvido e estou feliz por ter conseguido ser eu, me tornar eu e me amar a cima de tudo.
Estou muito feliz, por mim.
Bjss

Uma Mulher de Fases disse...

Rosi, sou MEGA suspeita pra falar da Fê (que pra vocês é "Nanda"), ela é uma menina-mulher super esforçada, e mereceu cada uma das viagens que fez, o legal é que eu na qualidade de melhor amiga (assim me considero) curto as viagens dela como se fossem minhas, sabe aquela coisa da mãe que realiza os sonhos nos filhos, é mais ou menos assim, agora estou curtindo com ela a expectativa de ir à Salvador, ela não vê a hora e nem eu rs, quem sabe a gente muda o assunto nas nossas conversas noturnas quase que diárias no msn, rs!
A Fê é tudo de melhor que aconteceu na minha vida, ela é uma amiga-irmã que eu vou levar comigo pro resto da vida, e ainda tenho certeza que faremos viagens juntas!!
Rosi, adoro o seu canto e me perdoa a ausência, mas estou num momento bem delicado!
Beijos!

Priscila disse...

Eu sou louca pra ir pra Disney!! Também sonhava em ganhar uma viagem dessas aos 15, mas minha mãe não podia me dar.
Agora, com dois filhos, estou ansiosa pra levá-los. Quero esperar mais um ano, pelo menos. Assim, o Gui vai ter uns 5 e a Duda uns 2. Sei que eles ainda vão estar pequenos, não vão se lembrar de nada... Mas vão se divertir muito, tenho cedrteza. Aí depois de uns 4 anos, a gente volta, com ele com 9 e ela com 6!
Bjs.

Fabiana disse...

Rosi, que legal a entrevista de hoje!
Nanda, que viagem maravilhosa! É muito legal viajar e poder andar "com as próprias pernas" não é? Num lugar totalmente diferente, vc se saiu muito bem.

Bjs!

Elaine disse...

hahahah "pombo e gente doida é universal", adorei a frase!
Que delícia viajar e entendo perfeitamente o entusiasmo da Fernanda.
Gostaria muito de poder levar as crianças à Disney quando elas forem um pouco maiores.

Bjs, Elaine

:: Nanda :: disse...

Nana.. se programe e vá mesmo. Viajar é o melhor remédio para todos os males e o melhor investimento do nosso din din! Aproveite! beijos


She.. nem preciso dizer que me emocionei com seu comentário e não esperava algo diferente, você está sempre do meu lado e eu agradeço muito por isso. Ah amiga desculpe por só falar de Salvador, eu sei que vc não aguenta mais, mas eu tb não aguento de tanta ansiedade e se eu não falo eu explodo! kakakaka Prometo curtir o #gunseuvou com vc depois que essa loucura de folia acabar! Te amo. Ahh não tenho dúvidas de que faremos várias viagens juntas.. a vida está ai pra gente!


Priscila..eles vão curtir sim e se você puder voltar quando eles estiverem mais velhos, melhor ainda pois ai além de curtir eles terão a lembrança do lugar. Eu pretendo voltar em breve com meus sobrinhos, quem sabe a gente não se encontra por lá rs. beijos

Fabiana.. eu me descobri uma pessoa muito feliz depois de provar pra mim mesmo que sei andar com as próprias pernas. É ótimo.

Elaine... numa viagem assim a gente aprende muitas coisas e essas duas eu aprendi e comprovei em diversas situações rs. Program-se e leve as crianças sim. Eu sei que o valor ainda é um pouco alto mas as cias aereas tem facilitado muito para que o brasileiros possam ultrapassar as fronteiras.. Vale muito a pena o esforço!

Claudia de Paula disse...

Muito legal,Nanda. Prazer em conhece-la !
Eu moro nos EUA,mas por varios motivos so' pude ir na Disney em 2008, quando meus filhos estavam com 17 e 9 anos de idade. Olha, valeu a pena,porque como voce falou,agente anda muito e eu olhava com pena as maes de filhos pequenos que nao aguentavam a saida da rotina e exaustos se arrastavam pelo parque. Crianca pequena tambem,nao entende tudo que esta acontecendo e nem vai lembrar da viagem quando crescer...
O meu filho de 19 anos ficou a vontade pra ir onde queria e desaparecia o dia inteiro,so' o viamos a noite (carregava o celular). A minha filha de 9 anos adorou e ja planejamos outra viagem...
Tambem ja' fui no Canada varias vezes (moro pertinho) e gosto muito de la. NY tambem. Mas quero ir pasear em Washington, que ouco falar ser muito bonito e os museus sao todos de graca...
Vou la' vistar o seu blog :) O meu e'claudiaskingdom.blogspot.com
Continue viajando. E' um abrir dos olhos para tantas culturas e habitos diferentes e e' muito divertido!

Bjs !

Verônica Cobas disse...

Rosi e Nanda,

Vou me unir aos que se consideram suspeitos ao falar de Disney ou vibrar com as experiências dos outros nesse paraíso atemporal. Eu também!!! Não me canso de ir e embora tenha começado a grande aventura na terra de Mickey já bem adulta - a primeira viagem foi em 97, quando João já tinha 16 e Ana, 13 - vivi o encanto de uma forma tão única e envolvente, que jamais abandonei o prazer da Dreamland. Curti seu relato, Nanda, e que bom que você pode estender seu passeio até o Canadá. Incrível experiência. Bom..se prepare: essa mosca quando morde, gera dependência. Você vai querer repetir muitas vezes, até porque sempre há algo de novo para ver. Quer saber? No final desse ano, eu e Ana Luiza vamos repetir mais uma vez a dose. E vamos conhecer toda a nova área de Harry Potter.

Legal, Rosi. As entrevistas no Mundinho são sempre legais. beijos

Katia Bonfadini disse...

Oi, Rosi e Fernanda!!!! Sou suspeita pra comentar porque eu ADORO viajar!!!!! Se pudesse, coheceria o mundo inteiro!!!! Eu estive na Disney em 1988, há muito tempo e gostei bastante da experiÊncia, mas não é um lugar onde gostaria de voltar. Tenho muita vontade de conhecer o Canadá, deve ser um país lindo! Beijos!

Elaine disse...

Rosi e Nanda,
Que lindo texto! Imagina ir à dieney!
Sonho realizado, imagino eu!
Entrevista muito reveladora e a Nanda com respostas certeiras!
Beijos para ambas!

Vem desfrutar do Amor de Deus disse...

Nossa, como é bom a gente ver uma pessoa que a gente gosta tanto, falando de coisas que fazem bem né?
Eu conheço a Nanda um pouco e já sabia dessas viagens dela, inclusive fiquei triste por conhecê-la depois de ter vindo pras minhas bandas... eu poderia te-la conhecido já que ela esteve em NY e estando eu em New Jersey, seria bem fácil... mas já está feito o convite para dar uma paradinha por aqui na próxima aventura né Nanda? Fui com meu filho na Disney duas vezes, a primeira quando viemos morar aqui, ele tinha 9 anos...aproveitou a adorou tudo e a segunda já com namoradinha...17 anos... eu fui pra casa de uma amiga que mora em Orlando e aproveitamos para dar mais uma passadinha lá...foi muito bom novamente. Agora, eu gostaria de sugerir para a Nanda , para a Rosi e para as leitoras quando forem fazer uma viagem para o exterior, mas precisamente para os EUA, que seja no verão e faça como eu fiz na semana passada...entrei num caminhão saindo de New Jersey e fui parar em Illinóis... é uma viagem maravilhosa, claro que não precisa ser de caminhão...aluguél de carros aqui é muito barato e cai na estrada ...vai conhecendo muitas cidades até chegar ao destino...é tudo de bom e eu durante esses doze anos que vivo aqui nunca tinha feito isso.
Decidimos eu e marido que vamos a California de carro...lá pelo mes de setembro...já vimos os estados e cidades que vamos passar...nossa...vai ser bom demais. Então fica ai a dica.
Nanda... parabéns você como sempre ..perfeita e Rosi, obrigada por nos proporcionar entrevista tão gostosa de ler
Bjs carinhosos
Márcia

Luci Cardinelli disse...

Viajar é muito bom!! S~~ao coisas que ninguém pode nos tirar e ficam para sempre :)

beijos e bom feriado

Carlos Rufato disse...

Legal essa entrevista, a Fernanda é amiga nossa e é uma pessoa especial mesmo. Bjos

Irene Moreira disse...

Sensacional...acho muito bom quando se viaja com os pés no chão, planejando e aproveitando cada minuto, cada detalhe.Parabéns !!!

Bem eu que já estou na terceira idade ainda sonho com a minha viagem a Disney e também a Portugal. São dois lugares que quero conhecer e estou me preparando para isso - já tirei minha nacionalidade portuguesa - estou juntando minhas milhas e fazendo uma reserva.

Normalmente as pequenas viagens que já fiz foram em familia. Uma delas foram as tres irmãs juntas - (deixamos os maridos em casa)e aí chamamos a viagem das Poderosas.

Bem depois falamos disso - adorei a entrevista e como foi legal tomar conhecimento dessas dicas que a Nanda nos forneceu.

Beijos