26 abril 2011

Superestimulação

Dudu é um bebê tranquilo e nem sou tão neurótica com sua rotina. Claro que ele tem alguns momentos de choros, mas geralmente são resultados de fome ou sono.

E na quarta-feira fomos para a casa da Vovó Cris no litoral norte. Marido conseguiu trabalhar apenas meio período e saímos de Sampa no horário do almoço, estratégia para driblar o trânsito e aproveitar o feriadão. Como estava muito calor, dei um banho no pequeno, o mamazinho e fomos. No caminho tudo certinho, Dudu gosta do barulhinho e balanço do carro e dorme que é uma beleza.

Chegando no condomínio, tive que improvisar e cobrir o bebê conforto com um lençolzinho por causa do sol forte. Descobrimos o Dudu já dentro de casa e ele assustou, talvez pela casa diferente ou porque não me viu logo, enfim, fez a carinha mais medrosa do mundo, beicinho e chorou sentido. Foi preciso conversar muito e acalententá-lo para que ele se acalmasse.

O clima tava ótimo para nós, mas para um bebezinho acostumado com o clima maluco de Sampa, tava um forno. Essa mudança o deixou com um gripe leve e narizinho congestionado, além de um bebê chorão e muito manhoso. E nos dias que ficamos lá, o chororô era constante, assim como a quantidade de colos para embalá-lo. Trouxe para casa um bebê muito diferente, manhoso e exigente. Nada que fazíamos o acalmasse, a não ser um colinho, deixando papai e mamãe estressados.

Confesso que nunca dei muita para essa história de "estranhar o local e superestimulação", mas depois da experiência do feriadão acredito quer isso afetou meu bebê. E essa certeza constato hoje, depois de dois dias em casa e de volta à rotina, meu Dudu voltou a dormir sozinho, a sorrir mais e a chorar apenas quando algo o incomoda.

7 comentários:

Sandra Hellen disse...

É Rosi, a gente só sabe o que é quando acontece com a gente!!! Eu estou tentando relaxar pouco a pouco com tudo isso, mas confesso que ainda tenho medo de receber pessoas em casa e de sair com o Elias, pq no final sou eu que tenho que acalmá-lo na crise, e as crises dele são terríveis!!!

Bjus

Naiara Krauspenhar disse...

Eles estranham mesmo né?
Mas ainda assim, eu sou a favor de quebrar a rotina de vez em quando.
Porque acredito que também é saudavel...
BJos

Jaque Moraes disse...

Rosi!
Quando o Gui completou 1 mês tive que ir pra casa da mamis, pois o more ficaria no exterior por duas semanas. Coincidência ou não, foram as duas semanas em que o Gui quase morreu de cólicas... Voltamos pra casa e elas foram embora...! Outra coincidência!!! kkkkk
Eles estranham bastante, sim. Mas, pelo menos o Gui só estranhou lá. Aqui, como não é a "casa da mãe Joana" como a da minha mãe, ele só teve cólica e ficou dengoso no sábado por eu ter me empanturrado de chocolate! Ainda bem!
O Dudu tá melhor da gripe?
Beijinhossss

Edna Fernandes disse...

Pois Rosi, o Pedro e o Dudu sempre foram meio parecidos né, realmente o Pe é super faminto é assim como o Dudu chora quando tem fome e quando esta com sono e não consegue dormir por algum motivo, realmente eu tenho muito leite fico vazando tempo todo, vou conversar com o pediatra sobre dar alguma coisa pra ele a noite, obrigada pelo carinho!!
bjs

Mamãe do Guiga disse...

Amiga Rosi, pois é , Guiga sempre tem essas crises de superestimulação. Semana passada q fui ler sobre o assunto e me interar. Ainda tenho medo de sair com ele para alguns lugares. Mas tem hora q não tem como. NO domingo de paáscoa foi inevitável...e o resultado..super agitação a madrugada inteira...aff...

Ananda Etges disse...

Rosi,

Eu noto que o Vítor, mesmo com apenas 2 semanas de vida, fica super agitado com muita gente ao redor. Quando recebemos visitas ou saímos ele mama com dificuldade, fica inquieto. Acredito que seja superestimulação. Muitas vozes, muito barulho, muita gente!

Beijos, Ananda.

http://projetodemae.wordpress.com/

Bruna disse...

ai tadinho... mas deve ser estranho mesmo estar em um lugar que ele não conhece e não saber por que está lá... Eu tb não dou muita trela para isso de superestimulação, mas já percebi que quando tem muita gente em volta ele ou não consegue dormir ou fica tão exausto que só dorme.
Gostar mesmo ele gosta é da nossa rotininha de todo dia....

Obrigada pelo comentário no meu blog, muita gente está escrevendo de coração sobre o fim da licença, e estão me ajudando muito... choro ao ler cada comentário, mas estão me dando força! Essa noite sonhei que tinha deixado o emprego e que sentia muita falta de trabalhar depois... e sei que é o que aconteceria (além da parte financeira que ia ficar toda abalada). Descobri uma escola aqui na cidade que é cristã, vou visitar semana que vem!
Fico feliz que você possa ter sua irmã te ajudando! nada melhor! que bom!

Beijos