16 novembro 2011

Não basta ser mãe

Uma das habilidades que gostaria muito de ter é saber cantar. Adoraria ter uma voz poderosa. Mas a vida não foi tão generosa comigo, uma pena!

Porém, quando você se torna mãe é preciso que seja também forte – para carregar a cria no colo durante horas; equilibrista – para segurar um bebê com apenas um braço e fazer outras coisas com a mão que te sobra; atleta – para correr atrás do pequeno antes que ele se machuque ou destrua alguma coisa; mágica – para que você deixe de sentir fome e sono; sensitiva – para decifrar os pequenos sinais que seu filho dá quando quer algo e não sabe falar; dentre outras habilidades.

As mais importantes são ter boa memória e nenhum pingo de vergonha. Verdade! E tudo isso você vai usar quando precisa distrair seu filho naquele momento que nada para ele tem mais importância do que chorar... isso geralmente acontece quando vocês estão num lugar público e há muitas pessoas olhando para você se tocar e fazer parar aquele chororô.

Aí, você se veste de louca, não olha pro lado de jeito nenhum para não morrer de vergonha e começa a cantarolar algumas músicas que seu filho curte. Pode puxar na memória aqueles que ele realmente gosta, porque se não for, ele vai continuar fazendo cena.

Sempre apelo para o Pô Pô Pô da Galinha Pintadinha, alguma do Patati Patatá e Minha Princesa Cordel do Gilberto Gil e Roberta Sá. Graças a Deus tem dado certo.

A última experiência foi numa saída com as Comadres. Dudu estava irritado de tanto ficar sentado no mesmo lugar e já ensaia um chororô. Apelei para as músicas, funcionou com ele, mas olha a cara da Maria Clara, filhota da Jane.... acho que não deu muito certo...rsss.

4 comentários:

Shilola disse...

Huahuauahauaha...
E não é que a gente tem que rebolar, menina?!?! :D
Nem ligo mais de pagar micos desafinados fora de casa. :D
Bjocas,
Carol

Andrea Fregnani disse...

hauhauhauhauhuahua voltando de viagem esse feriado eu paguei micão dançando igual uma doida ao lado da cadeirinha da Alice no congestionamento da entrada de BH, e ela gostou e dançou junto, tb nem olhei para os lados
bjs

Rafaella disse...

hahahahha que legal...
Adorei...
Ser mãe é fazer de tudo...
Tambem queria ma voz bela para cantar para meu pequeno, mas é horrivel, ele bom filho que é gosta, então vai assim mesmo rs...
Adorei o texto...
Bjos

Daniele Mariano - AL disse...

kkkk
Morri de rir. Minha voz já não é bonita e cantando ainda, só Jesus... e minha filha pra gostar. rs
A Maria Clara parece que tava vendo e ouvindo coisa de outro mundo.kkkkk