30 novembro 2011

Pertinho de um sonho

Quem acompanha o blog há mais tempo sabe que comprei um apartamento na planta. E depois de longos 03 anos, se aproxima o momento da entrega. Só quem passou por isso sabe da expectativa que toda essa fase envolve.

Fomos convocados para a primeira vistoria do apê que foi realizada bem no dia do meu aniversário, um belo presente. Mesmo trabalhando com condomínios, sabia o que iria enfrentar, mas fiquei ansiosíssima para ver como ficou aquilo que comprei baseado na imaginação, afinal nesse projeto não foi feito o apartamento decorado.

Levei uma lista e alguns acessórios para a tal vistoria. Pesquisei com um profissional da empresa que trabalho quais os pontos que mereciam nossa atenção, pois caso passassem desapercebidos, poderiam causar grandes transtornos posteriores. Era uma “senhora lista” e me preparei para não ficar entusiasmada e esquecer de olhar tudo com muito critério. Nesse dia trabalhei apenas meio período e fomos recebidos pelo engenheiro da construtora. Recebi uma ficha para preencher com as irregularidades que notava. Nos munimos de “olhos bem críticos” e percorremos cada cômodo.

Ficamos satisfeitos com o resultado da cozinha, sacada, quartos e sala, mas o banheiro nos deixou decepcionados. Onde já se viu instalar revestimentos apenas em meia parede? Sim, sei que essa é uma tendência, como já disse trabalho com condomínios e leio muito a respeito, o revestimento é instalado apenas na parte molhada do ambiente, mas para nós isso não funciona, minha gente! Trata-se de um ambiente bastante pequeno, que com o uso, surgirá umidade nos locais onde não há revestimento. Além disso, a instalação foi extremamente mal feita, até mesmo um leigo no assunto percebe isso. E nem adianta pedir que consertem, isso consta do contrato. Resultado: teremos que reformar o banheiro, custo que não estávamos contando.

Além do banheiro, teremos que arcar com o custo do contra-piso nos quartos e sala, jurávamos que o imóvel seria entregue com ele, mas consta apenas a laje, ó céus! Como a área é pequena, acreditamos que o custo não será tão alto.

Já havíamos planejado comprar alguns móveis e eletrodomésticos novos, mas ao que tudo indica teremos que rever. Estamos conversando com profissionais da área e constatamos que estávamos enganados, tudo é bem caro. Numa das primeiras conversas, quase saí chorando de lá ao receber o orçamento, morro de medo de ter que abrir mão de algumas coisas para executar essa reforma, as festas de final de ano estão aí, assim como o aniversário do Dudu. Os valores que dispomos só é suficiente para realizar uma delas, não quero sacrificar um momento tão importante como o 1º ano do meu filho. Sei que há pessoas que pensam diferente, que eu deveria priorizar nossa casa, mas ambos têm seu grau de importância para mim.

Enfim, estamos num dilema, porém temos que resolver tudo bem rápido. A construtora acredita que as chaves serão entregues em 20 dias, ocasião que o documento Habite-se já tenha sido expedido, e portanto, o prédio esteja liberado para morar. Nesse momento temos que estar com os materiais comprados para iniciarmos as obras, temos urgência, pois moramos de aluguel e somar todas as despesas ficará inviável no orçamento. Torçam por nós!

4 comentários:

Dina Ulbrich disse...

Ano passado compramos um apto na planta, e tmbm vinha com apenas a parte do box azulejada, e na cozinha só a parte da pia. Resultado? R$600,00 a mais para azulejar o resto...
O nosso também vinha sem piso, etc... o mais caro fica por nossa conta né.

Eu desisti, rs vendi o apartamento, cansei de esperar. Foi um bom investimento, mas agora quero uma casa, do meu jeito!!

Fá, Mãe da Ana Luiza e do Gustavo! disse...

Rosi, força aí! Super entendo o que vc está passando em relação as prioridades (casa x festa), espero que consigam chegam a um meio termo!!

Sandra Hellen Kautto disse...

Na torcida!!!

Beijos pra vocês!!

Pathy Farias disse...

Oi Rosi! Ai que delícia essa expectativa! Tá certo que a gente se frustra um pouco, porque sempre queremod tudo perfeito, né? Nós também compramos um apartamento que era para ter sido entregue em Junho/11. A previsão agora passou para Abril/12 e sabe lá se vão cumprir, pois as primeiras fases atrasaram mais de 1 ano depois do contrato previsto. Enfim... no meu caso, como moramos em uma casa e não pagamos aluguel, ainda dá para aguentar, mas imagino você que paga aluguel, não vê a hora de entrar no seu cantinho!! Mas não fique preocupada não, pois tudo se ajeita. Com certeza, vocês conseguirão chegar a um ponto de equilíbrio e fazer tudo o que já estava nos planos.

Boa sorte!!!!

Beijinhos nossos