29 junho 2007

Eu sou uma Diva

Conhece aquele comercial do Sabonete Lux?
Acredito que, embora seja cômico, aquele sim é um comercial para mulheres de verdade. É interessante a capacidade das mulheres de não precisar de brilhos, plumas e paetês, mas possuir um bom jogo de cintura e sempre sair por cima, mesmo que machucadas.
Uma Diva de verdade sente o coração apertado, mas se mantém firme. Se precisar ela chora, mas só se for escondido.
Divas sobem no salto e estão prontas para o que der e vier, enfrentam tudo com classe, força e glamour, sempre.
As Divas amam, e se não são amadas, arrumam outro para amar.
Divas se frustram com as pessoas e coisas da vida, o que pode desencadear uma crise, mas dão um tempo para tudo voltar ao normal.
Uma Diva sabe que as aparências podem enganar, mas é infinitamente delicioso saborear uma taça de champanhe mesmo que o líquido acabe. Quando acontecer, basta procurar por outra.
Em tempo:
Essa noite, sonhei com uma amiga. Ia até sua casa visitá-la.
Encontrava ela e suas duas filhas sorrindo bastante, haviam várias fotos das meninas por toda a casa. Nos abraçamos e conversamos. Acho que tô com saudades dela. Vou ligar ou enviar um e-mail.
Ah, é claro que essa amiga é uma Diva, uma Diva ruiva diga-se de passagem.

Um comentário:

Carlinha disse...

Que texto mais gostoso de se ler...
Beijos Diva!