24 agosto 2009

Uma questão de tempo

A vida é sempre uma correria, nunca temos tempo para nada. Sempre estamos correndo atrás do prejuízo, tentando acompanhar a demanda. Somos absolutamente livres para organizar a nossa vida, definir o nosso tempo e priorizar o que de fato importa para nós. Sabemos que na teoria funciona, mas na prática tudo é bem diferente.

Abrir mão de assistir ao torneio de natação ou a apresentação de dança dos filhos, não estar presente nas reuniões importantes da família ou não celebrar o aniversário de uma pessoa amada em virtude de compromissos profissionais, por exemplo, não é um problema de falta de tempo e sim um problema de prioridades. Uma questão de escolha.

Eis algumas prioridades:
Trabalho: Nosso trabalho é o que nos toma mais tempo, seja quem trabalha fora ou mesmo em casa, pois necessita de tempo e dedicação. Quando estiver em horário de trabalho evite tratar de coisas pessoais, isso te ajuda a manter o foco.

Diversão: É necessário e essencial tirar um tempo para diversão, seja ela qual for. Que tal ligar para uma amiga, ir ao cinema, ao um restaurante novo, arriscar fazer aquela receita nova? Vale qualquer coisa que te dê prazer.


Descanso: O corpo precisa de descanso sempre e ninguém duvida o quanto é benefício para a mente. Um bom banho seguido de uma boa noite de sono ajuda qualquer um a otimizar o tempo disponível no dia seguinte.

Compromissos: Uma reunião com um cliente importante ou mesmo ir ao mercado para reabastecer a dispensa requer planejamento, inclusive é preciso tempo para se deslocar até os locais de seus compromissos. Nada de ir numa reunião sem os dados que serão discutidos ou ir ao mercado sem uma lista dos itens necessários. É preciso se organizar para não esquecer de nada.

Reflexão: Ninguém discorda que é preciso um tempo para parar e pensar. Às vezes estamos tão saturados que não conseguimos mais render no nosso trabalho, ou não conseguimos encontrar a solução para um problema, e nada melhor que parar, tomar uma água e refletir. Colocar as coisas no lugar e a cabeça para funcionar ajudam muito a otimizar o tempo.

Fazer nada: Esse é o melhor dos nossos tempos. Experimente deitar no sofá, levantar as pernas, olhar para a janela e não pensar em nada. Perfeito para resolver problemas sem solução. Pare de querer resolver tudo. Acredite naquele ditado 'o tempo é o melhor remédio'

Segue um modelo de planejamento de prioridades. Vale colocar tudo por escrito no papel ou num programa que preferir.
Anual
* Revise seus papéis e o tempo dedicado a eles (um curso de pós-graduação significa um destaque maior se você for estudante, por exemplo)
* Defina metas (fazer um curso de idiomas, a viagem sonhada, aquela cirurgia plástica)
* Estabeleça os períodos que serão especialmente para você (férias, viagens)
* Desmembre as metas em diversas tarefas pequenas.(se planeja viajar em dezembro, defina o período que irá pesquisar valores, comprar roupas adequadas).
* Distribua o que for possível durante o ano.

Mensal
* Reveja as tarefas que ficaram pendentes no mês anterior (se não deu para ir naquela clínica verificar as sessões de acupuntura, faça isso neste mês).
* Avalie como ficou a distribuição de papéis e reveja a estratégia (se levar seu filho todos os dias ao colégio está fazendo você se atrasar para o trabalho, pense em compartilhar a tarefa com o marido ou com os pais de amigos do colégio).
* Escolha no máximo quatro das metas anuais para se dedicar naquele mês (seja responsável com você)
* Defina dias e horários importantes e reserve-os na agenda para você (se o filho tem curso de inglês às quartas-feiras a tarde, aproveite para ler aquele livro que você está ensaiando há tempos).

Semanal
* Escolha um dia da semana para esse planejamento (por exemplo: sexta-feira - final da semana ou domingo - início de uma nova semana).
* Marque os compromissos da semana, a duração de cada um e as tarefas relacionadas (preparar material para a aula - 30 minutos, ligar para confirmar a consulta médica - 5 minutos, fazer o bolo de chocolate preferido da filha - 45 minutos).
* Escolha no máximo quatro das metas para se dedicar naquele mês e distribua tarefas relacionadas a elas na semana.

Diária
* Não planeje coisas de um dia para outro. O ideal é pelo menos três dias de antecedência.(nada de marcar com as amigas aquele bate-papo no fim do expediente se tem uma aula importante no dia seguinte.)
* Priorize as tarefas do dia com base no planejamento semanal.
* Coloque as urgências em primeiro lugar para não aumentarem.

Como resolver as situações que nos faz perder tempo:
* Ambiente bagunçado impacta na produtividade. Pare e organize sua mesa de trabalho, sua casa.
* Liste tarefas e outras pendências em uma agenda.
* Classifique tarefas como urgentem circunstanciais e importantes.
* Se precisar, negocie prazos e mudanças com a família, com seu chefe.
* Risque da lista o que for concluído. Isso dá um alívio bom...

Viver o tempo, ao invés de reclamar a falta dele, eis aí um bom desafio...

* Inspirado na reportagem da revista Você S/A.

18 comentários:

Fabiana Correia disse...

Rosi, adorei a sua lista e suas metas.
Sabe que tenho problema com o tempo? Nunca acho que fiz o que deveria fazer pelo dia. Sempre me falta tempo, porque será? Acho que aprendi agora: eu não planejo o meu dia!
Fica uma bagunça, dia após dia, e as coisas se acumulando e eu me estressando, e ah! Acho que chega né?
Vou acabar ficando doida nos meus quase 30 anos, rsss.

Vou tentar seguir suas dicas viu? Obrigada de coração!

Bj linda!

PS: Não vi seu nome no sorteio que tô fazendo lá no blog, quer participar não é? rsrs.

Bjss

Leticia disse...

Adorei o post!
Eu era péssima com o meu tempo (era trabalho, trabalho, trabalho). Hj em dia me permito tudo o que quero, faço ballet, terapia, saio com as amigas e ainda fico bastante tempo com o meu namorado. Ele está trabalhando bem mais do que o normal, uma parte no fim de semana. O que estou fazendo com este tempo livre? Arrumando armários (a minha forma de reflexão), pensando na vida e pensando em voltar a fazer artesanato (algo que abandonei por falta de tempo)... ter tempo para mim, ter tempo para ter idéias bonitas, não?
Beijos e parabéns pelo post.

Patrícia Pirota disse...

Rosi!

Uma delícia esse post. Estava mesmo precisando que alguém me dissesse que anda faltando planejamento nesta minha vida caótica! Obrigada!
Já fui muito neurótica com isso, e de uns tempos pra cá desandei total...

Vou seguir as dicas. Em especial a de "viver o tempo", que achei linda...

Sobre seu comentário no cafofo...
Ô mulher! Mas que alegria em receber um convite desse!
Aceito com o maior prazer do mundo!
Já enviei um e-mail pra você, com o meu.
Muito obrigada, viu.

Tenha uma ótima semana!
Beijão procê!

Uma Mulher de Fases disse...

Oi Rosi, que loucura né?
Bem, eu diria que com dois filhos pequenos, marido, faculdade, trabalhando com logística e ainda tendo uma família bem problemática, rs, se eu não organizasse o meu tempo estava ferrada. Comecei a pensar nisso no dia em que meu filho disse: "Todas as mãe foram na reunião, só você não foi". Aquilo me fez repensar as minhas prioridades, de nada adianta eu ganhar no trabalho se não tiver a minha família pra curtir depois!

Beijos
P.S. Adorei o convite pra ser entrevistada, mas sou péssima em definir tópicos, falo de qualquer coisa, sem pudor, escolha você, depois me fala!
Beijos!

Patrícia Pirota disse...

Oi Rosi,
Mas que comentário gostoso, mulher...
Tão bom saber que você também não tem vergonha de abrir as portas de sua vida pra gente, viu.
Acho que isso acaba sendo reflexo do quanto a gente se sente à vontade pra falar umas com as outras...

Mas olha que a gente tem muita coisa em comum!
Você me fez lembrar de muitas outras coisas.
Como das roupas que a gente ganhava das minhas primas, que eram riquinhas. Minha mãe fazia faxina na casa de meu tio, e elas davam as roupas que não queriam mais pra gente. Era uma alegria e tanto, mesmo!

Sinto que seu pai não tenha sido mais compreensivo. O meu sempre foi. Disso não posso reclamar. Ele sempre esteve muito distante, mas quando estava em casa era um paizão. Aliás, ainda é.

E que bom que a gente conseguiu vencer tudo, né bonita?
E sabe o que eu acho mais bacana? Que a gente não fala desses momentos difíceis com dor, ou mesmo na intenção de se mostrar vítima. A gente fala com orgulho da nossa história.

Obrigada por ter compartilhado comigo um pouco de você, viu...
Muito obrigada.

E as portas desta humilde casa estarão sempre abertas, pra pessoas como você, que se sentem à vontade pra compartilhar tanto as coisas boas como as mais tristes. Mas sempre com a alegria de se saber viva e forte =)

Um beijo enorme procê!

Priscila disse...

Oi, Rosi
Muito legais as suas dicas de organização e planejamento. Eu estou mesmo precisando me organizar e me planejar melhor pra levar essa vida louca da melhor forma possível!!
Bjs.

Lidiane Vasconcelos disse...

Eita que a bicha hoje arrasou nas dicas. :)
Valeu, Rosi!!!

Alethéa Casal disse...

Nossa, que coincidência! Tava falando agora há pouco que organizar o nosso tempo é o primeiro passo para aproveitá-lo melhor. Melhor que ficar reclamando da falta dele... abraços!

Anônimo disse...

Bom, eu não tenho muito o que dizer. Sou muito organizada com o meu tempo até demais!! hehehehe!
Gosto de planejar tudo, deixar sempre tudo pronto pra qualquer eventualidade. Mas foi ótimo o texto e acho que organização é sempre bom pra conseguir ganhar tempo. Beijos! Amarílis

Fla disse...

Adorei as dicas menina.
Mandou super bem.
Mas sabe que nesse sentido nunca consegui me organizar muito não.
Depois que eu casei melhorei um pouco, mas ainda sou bem desorganizada quanto ao meu tempo.
Beijos,
Fla

Magui disse...

Vida atarefadíssima.Eu já vivi isso e , depois que tudo passa, pensamos como conseguimos.Ufa!!!

Isabela Kastrup disse...

Nossa lindona, simplesmente fundamental esse post, amei as diquinhas e conselhos preciosos. Acho que estou precisando colocra em prática, rs!!
Beijo beijo beijo

Rosario - SP disse...

Ótimas dicas Rosi, por que devemos mesmo nos organizar, a vida pode mudar num segundo, assim como a minha foi revirada. Devemos observar o simples... aquele bolo gostoso feito com a filha, aquela cama quentinha, com um edredon macio(adoro edredon), Qd a gente adoece passa a ver a vida com uma forte lente de aumento, e aprendemos que sem saúde as coisas ficam muitos dificeis. Eu trabalhava 13 hs por dia, comia trabalhando, pois era transportadora escolar, trabalhei muito, mas muito mesmo, e na maioria do tempo pensava sempre nos outros e por último em mim. Não valeu a pena posso afirmar. Então sugiro para essa lista super bacana, que as pessoas todas valorizem o simples, por que é nele que vivemos! bjs:)

Aline disse...

Você? Noveleira? Nem reparei...hahahahahaa...
É claro que to brincando! Nem eu me lembrava de tantos nomes e cenas assim.. O que fica registrado na minha memória são apenas os atos insanos...kkkkkkk
Beijão

Elaine disse...

Olá!
É como eu disse outro dia: tempo, parece que nunca é o bastante. Mas é sim, basta saber organizar. E sua lista de dicas é muito interessante.
Mas sabe que meu gasto de tempo favorito é ficar pensando na vida?
Beijos e boa noite.
Fique com Deus.

Casa Corpo e Cia. disse...

Rosi, ótimo post.
Eu gosto de ser organizada e administrar e dividir bem o meu tempo, mas as vezes fica difícil mesmo. Ultimamente tenho me sentido cansada e sobrecarregada. Estou precisando da parte do "fazer nada", rsrs.
BjOs querida e ótima semana!

Ana Carolina Peixoto disse...

Querida, adorei as dicas! Pratico varias coisasa que vc segere! Mas eu tb sou uma organizada bagunçada, entendeu? rs! Como passo a maioria do tempo no trabalho, acabo resolvendo coisas pessoais no telefone (pediatra/empregada). Preciso te confessar, na última quarta de manhã, cheguei mais tarde no trabalho para ver minha filhota na natação. Como a gente perde coisa por estar no trabalho, né? Aliás, o post e hj é sobre isso. Acho que temos que ter bom senso e... tudo tem que dar certo.
Bjs e boa semana,

Fabi Carvalhos disse...

Ai, que preciso de uma "personal organizator"!:) Sempre fui péssima em administração de tempo. Depois que Sophia nasceu tive que dar um jeito, mas desandei e hj estou me enrolando mais e mais. Vou tentar seguir suas dicas. Depois te conto se deu certo,ok? Ah! Vou até atualizar o post lá no blog com o link p/ este post,ok? Adorei! Beijão, Fabi.